Na 23ª rodada do Italiano, Milan e Juve se enfrentam em clássico que pode definir seus objetivos | OneFootball

Na 23ª rodada do Italiano, Milan e Juve se enfrentam em clássico que pode definir seus objetivos

Logo: Calciopédia

Calciopédia

O escorregão contra o Spezia, na última segunda, não deixa alternativas para o Milan. Com um jogo a mais e dois pontos a menos do que a Inter, o Diavolo precisará vencer a Juventus no clássico da 23ª rodada da Serie A, sob pena de ver a rival nerazzurra disparar na ponta da tabela. A Velha Senhora, por sua vez, almeja entrar na zona de classificação para a Champions League e torce para um tropeço da Atalanta contra a Lazio.

A Inter, é bom salientar, pode não entrar em campo outra vez neste campeonato. É que há um surto de covid-19 no Venezia e existe o risco de adiamento da partida – que seria automático em caso de nove jogadores positivos, conforme regulamento. O duelo entre Napoli e Salernitana também está ameaçado. Confira a prévia da rodada.

O jogão

Domingo, 23/1, 16h45

Milan x Juventus

No principal jogo da 23ª rodada da Serie A, o Milan não pode pensar em bobear contra a Juventus – e a recíproca é verdadeira. Como os dois times precisam da vitória para seguirem firmes na busca por seus objetivos (título, para os rossoneri, e vaga na Champions League, para os bianconeri), a expectativa é de que o confronto honre a magnitude do clássico.

O retrospecto é favorável à Juventus, que venceu em 67 ocasiões na Serie A. No entanto, o Milan é tanto o time que mais vezes derrotou a Velha Senhora (51), quanto aquele contra o qual os bianconeri mais empataram no torneio (55). O time de Turim conseguiu abrir uma vantagem razoável ao longo da década em que sua hegemonia nacional coincidiu com o tempo de vacas magras dos rossoneri – não à toa, tivemos seis vitórias juventinas nos nove últimos clássicos realizados em San Siro. Mas há bons indícios de que o equilíbrio no duelo está se restabelecendo. Um deles é o fato de o Diavolo ter perdido apenas um dos quatro últimos confrontos diretos.

No atual campeonato, a Juventus tem crescido de produção: a equipe de Allegri está invicta há oito rodadas, com seis vitórias conquistadas neste período. Já o Milan tem as barbas de molho. A inesperada derrota caseira para o Spezia deu vazão à possibilidade de tropeços seguidos em casa, o que não lhe acontece na Serie A desde setembro de 2019. Para evitar uma nova derrota, Pioli e companhia precisarão parar Dybala, seu grande carrasco. O camisa 10 juventino já participou de 12 gols contra os rossoneri, marcando sete vezes e fornecendo cinco assistências.

Prováveis escalações

Milan: Maignan; Florenzi, Kalulu, Romagnoli, Hernandez; Tonali, Krunic; Saelemaekers, Díaz, Rafael Leão; Ibrahimovic.

Juventus: Szczesny; Cuadrado, De Ligt, Chiellini, Pellegrini; Bentancur, Locatelli; McKennie, Dybala, Bernardeschi; Morata.

Fique de olho

Sábado, 22/1, 14h

Inter x Venezia

Se a covid-19 permitir, a Inter não deve ter muitas dificuldades de encarar o Venezia no sábado, em San Siro. A líder do campeonato tem sido dominante, especialmente nos jogos em casa, e vê o adversário atravessar o seu pior momento na Serie A. Além do surto de coronavírus no elenco, os arancioneroverdi têm o pior rendimento do campeonato nas oito últimas rodadas: neste período, somou apenas 3 pontos e não venceu nenhuma vez.

No meio de semana, Simone Inzaghi poupou muitos titulares contra o Empoli, pela Coppa Italia, e só três possíveis presenças no onze inicial atuaram por mais de 90 minutos na quarta – Dumfries, Lautaro e Sánchez. Além de ter o elenco descansado, a Inter encara o segundo pior ataque da Serie A, com apenas 19 gols marcados. O que significa que tem tudo para ampliar a sua sequência de 27 partidas sem perder em casa pela competição e manter o seu ótimo desempenho defensivo. Os nerazzurri sofreram apenas um gol nas oito últimas rodadas e passaram sete delas sem serem vazados.

Com a expectativa de abrir vantagem na liderança, a Inter enfrentará um Venezia desfalcado e em má fase (AFP/Getty)

Sábado, 22/1, 16h45

Lazio x Atalanta

Vencer o confronto direto com a Atalanta é fundamental para que a Lazio ainda continue a sonhar com uma vaga na Champions League – afinal, a formação celeste está seis pontos atrás da Dea, e com um jogo a mais. No entanto, prever resultados num duelo entre times treinados por Sarri e Gasperini não é das tarefas mais simples. A expectativa, claro, é de franco tiroteio entre as equipes.

Pouco convincente até o atual momento da temporada, a Lazio terá de superar um tabu expressivo: não vence a Atalanta há quatro jogos como mandante, tendo sua pior sequência contra a Dea desde 1991. Além disso, os nerazzurri estão invictos há 17 partidas longe de Bérgamo e balançaram as redes nos 11 confrontos mais recentes com os laziali pela Serie A. Sem Zaccagni e Pedro, lesionados, a missão dos romanos fica mais complicada.

Demais partidas

Sexta, 21/1, 16h45 Verona x Bologna

Sábado, 22/1, 11h Genoa x Udinese

Domingo, 23/1, 8h30 Cagliari x Fiorentina

Domingo, 23/1, 11h Napoli x Salernitana Spezia x Sampdoria Torino x Sassuolo

Domingo, 23/1, 14h Empoli x Roma

Saiba mais sobre o veículo