Marcos Herrmann lamenta desfecho de Douglas Costa, mas elogia comprometimento | OneFootball

Marcos Herrmann lamenta desfecho de Douglas Costa, mas elogia comprometimento

Logo: Gremistas.Net

Gremistas.Net

Ex-vice de futebol do Grêmio e membro até hoje do Conselho de Administração do clube, Marcos Herrmann abriu o jogo sobre Douglas Costa e sua rescisão com o clube – em 2021, Herrmann já era dirigente no momento da contratação do atleta e participou das negociações.

Ele negou veementemente ter existido qualquer tipo de problema de indisciplina do jogador e destacou seu profissionalismo.

“Pode ser que, eventualmente, alguém tivesse ciúme pelo salário, mas olha o currículo dele. Jogou Copa do Mundo. No entanto, ele jamais incorreu em nenhuma indisciplina comigo, ao contrário, sempre foi muito gentil e cumpriu os seus deveres. Nós estávamos satisfeitos com o rendimento? Não, porque ele não conseguiu jogar. Mas em relação à disciplina, ele nunca teve problemas comigo”, disse, à Rádio Gaúcha, antes de acrescentar:

“Ele não conseguiu render tudo aquilo que esperávamos, teve as lesões, mas era extremamente disciplinado na parte da fisioterapia, sempre estava lá no horário, cumprindo os seus deveres. A gente fica entristecido, ele e nós, porque gostaríamos de ter tido melhores resultados. O fato é que ele tem muita bola no corpo. Desejo que tenha muito sucesso em outro clube e que o físico dele o ajude. Se as coisas acontecerem bem, ele vai voltar a brilhar”.

A parte financeira, conforme corroborou Herrmann nesta entrevista, foi o principal fator da saída do camisa 10:

“Vamos fazer um raciocínio simples. Terminamos o ano, embora o resultado futebolístico tenha sido muito ruim, com superávit. Só que vamos diminuir a nossa receita, grosseiramente falando, em torno de um terço. Temos de nos adequar. Na Série A, o valor que pagamos a ele não balançava as finanças. Mas este mesmo valor com uma receita um terço menor, seria realmente difícil de honrarmos”, terminou.

Mencionados neste artigo

Saiba mais sobre o veículo