Bordeaux faz história, força os pênaltis, mas é eliminado da UWCL; Lyon passa de fase

Logo: Terra de Zizou

Terra de Zizou

Aproveitamento de 50% para os times franceses na 2ª fase da UEFA Women’s Champions League nesta quarta-feira (8). O Bordeaux bem que deu trabalho ao Wolfsburg (ALE), mas foi eliminado na disputa por pênaltis, enquanto o Lyon teve mais tranquilidade, repetiu a vitória por 2 a 1 sobre o Levante (ESP) e se juntou ao Paris Saint-Germain na fase de grupos da competição.

Dos dois franceses, o que tinha missão mais inglória era o Bordeaux. Novato na competição e iniciando uma nova trajetória sem Khadija Shaw, goleadora do time negociada com o Manchester City (ING) na última janela, as comandadas de Patrice Lair cruzaram com o tradicional Wolfsburg, que havia vencido na Alemanha por 3 a 2. Para passar de fase, precisariam vencer por dois gols de diferença no Estádio Jean-Antoine-Moueix.

A caminhada, que já era árdua, ficou mais difícil ainda graças a uma inacreditável trapalhada da goleira Moorhouse. Aos 25 minutos, a bola foi recuada para a arqueira, que estava na pequena área. Ao tentar chutar de primeira, ela furou e Pajor aproveitou para marcar.

Precisando de gols, o Bordeaux correu atrás do prejuízo e buscou a virada. Dez minutos após o presente de Moorhouse, foi a vez da defesa alemã retribuir e entregar o empate de bandeja. Garbino escapou pela esquerda e cruzou por baixo, sem ver a chegada da goleira, Janssen tomou a frente na jogada, cortou mal e Snoeijs empurrou a bola para as redes. A virada veio aos 21 da etapa final. Mélissa Gomes, num chute de rara felicidade, da entrada da área, acertou o cantinho direito de Schult e fez o gol que forçou o tempo extra.

Na prorrogação, mais emoção, com dois gols há mais no placar, um pra cada lado. Aos 11 minutos do primeiro tempo da prorrogação, Pajor recebeu na grande área, fintou a marcação e fez o gol que, naquele momento, eliminava o Bordeaux. Valente, o time francês arrancou o empate no placar agregado no vigésimo nono minuto do tempo extra. Mickaella Cardia recebeu na entrada da área, cortou pro pé canhoto e acertou um belíssimo chute, no ângulo de Schult.

Com o 3 a 2 no placar, o Bordeaux arrastou a eliminatória para a disputa por pênaltis, momento onde a experiência falou mais alto e pesou em favor das alemãs. Perisset, Bilbault pararam na goleira, enquanto Folkertsma acertou a trave. Com os pés calibrados, Oberdorf, Pajor e Doorson-Khajeh converteram suas cobranças e colocaram o Wolfsburg na próxima fase da UWCL, o que não anulou a brilhante eliminatória do Bordeaux, que deixou o gramado aplaudido pela própria torcida.

Atuação do Bordeaux foi festejada pela torcida | Foto: Girondins/Divulgação

Lyon passa com segurança

Diferentemente do Bordeaux, o Lyon tinha uma missão mais tranquila. Após vencer o Levante, na Espanha, por 2 a 1, bastava um empate para passar de fase. E as comandadas de Sonia Bompastor fizeram melhor: repetiram o placar no Centro de Treinamentos do OL.

Todos os três gols do jogo saíram na etapa final, com o Lyon abrindo boa vantagem. Aos 15 minutos, Majri cobrou falta lateral pela direita, a bola passou por todo mundo e foi parar no fundo das redes. Dois minutos depois, a mesma Majri passou em velocidade pela esquerda e cruzou na cabeça da brasileira naturalizada norte-americana Catarina Macario, que só cumprimentou e fez o segundo. No ataque seguinte, as espanholas descontaram com Cometti, de cabeça, mas não foi suficiente para evitar a classificação do Lyon.

Majri participou dos dois gols | Foto: OL/Divulgação

Ao eliminar o Levante, o time francês se juntou a Servette Chênois (SUI), Køge (DIN), Hacken (SUE), Hoffenheim (ALE), Real Madrid (ESP), além do próprio Wolfsburg, como equipes classificadas para a fase de grupos da UWCL. Barcelona (ESP), Bayern (ALE), Chelsea (ING) e o PSG já estavam garantidos diretamente.

Saiba mais sobre o veículo