Zidane: “Faltou-nos confiança, que é o mais importante”

Logo: Real Madrid Official

Real Madrid Official

Imagem do artigo: Zidane: “Faltou-nos confiança, que é o mais importante”

Ao terminar o encontro contra o Shakhtar Donetsk, Zinedine Zidane compareceu na sala de imprensa do Alfredo Di Stéfano e analisou o sucedido no primeiro encontro da temporada na Champions: “É uma má sensação, claro. No final aconteceu um pouco de tudo. Erramos no primeiro golo, mas a verdade é que nos faltou confiança, jogo e muitas coisas. Menos mal, e alegro-me pelos meus jogadores, que reagiram na segunda parte e mudaram algo porque não merecem estas coisas. Foi um jogo mau, uma noite má. Sou o treinador, tenho de encontrar a solução e não a encontrei esta noite. É complicado para os jogadores”.

“Não acho que seja falta de vontade. É certo que não começamos bem o jogo e concedemos um erro, sofremos um golo e a partir daí a confiança vai-se perdendo, sobretudo depois de ter perdido na Liga. É uma segunda derrota complicada, mas é isto o futebol. Há momentos complicados como já tivemos no passado e há que levantar a cabeça e continuar todos juntos. Temos um jogo no sábado e temos que ter a máxima concentração e realizar um grande jogo”.

Falta de atitude
“Foi falta de tudo. Quando te marcam três golos na primeira parte é falta de tudo, seguramente. Depois da nossa falha no primeiro golo que marcam cedo foi um jogo complicado para nós. Faltou-nos de tudo, mas sobretudo confiança, que é o mais importante”.

Solucionar o problema
“Vejo-me capaz e é o que vou tentar. Isso está claro. Os jogadores é o que vão tentar fazer também. Isso não muda nada o jogo de hoje. Temos que encontrar a solução e vamos encontrá-la. Sabemos da situação em que estamos, é o nosso segundo mau jogo e agora há que preparar o jogo de sábado bem para mudar estas coisas”. “Eu sou o responsável. Como a primeira parte foi negativa para a minha equipa, algo não fiz bem. Os jogadores no final o que tentam fazer desde o primeiro minuto é pressionar alto, mas é verdade que quando nos marcam golo muda tudo. E custou-nos. Não podemos esquecer dos jogos anteriores que fizemos, hoje é a segunda derrota. Não estamos contentes com a derrota, mas não vamos baixar os braços. Queremos dar a volta a tudo isso todos juntos porque no final ultrapasssamos isto todos juntos”.

Seguir em frente
“Fico triste pelos jogadores porque me fizeram ganhar muitas coisas. É um mau jogo e não mereciam tudo isto. Mas é isto o futebol, há que aguentar e pensar que hoje é um dia cinzento mas amanhã o sol vai brilhar. Trata-se disso. O futebol por vezes é muito complicado. Sou positivo e acredito neste plantel e no que vãos tentar fazer: ultrapassar isto”.

Clássico
“Não tenho que responder nada. Vamos apresentar-nos no sábado às 15:00, hora portuguesa, e vamos preparar o jogo. Que vou comentar do que dizem? Nada. Veremos. Para nós o importante agora é ter tranquilidade e tudo que vou responder não é positivo. É uma noite negativa e vamos ter de mudar isso”.

Vai ser difícil dormir?
“É uma derrota complicada. Hoje foi uma noite má e amanhã vamos preparar o que temos que preparar para sábado, e pensar já no próximo jogo”.