Zenon alerta sobre importância de não vender jogadores e manter grupo para 2022 | OneFootball

Zenon alerta sobre importância de não vender jogadores e manter grupo para 2022

Logo: Central do Timão

Central do Timão

  1. Por Levi Natan / Redação da Central do Timão

Ídolo do Corinthians, Zenon falou sobre a importância de não se desfazer de jogadores e manter o atual elenco alvinegro para o ano de 2022. Durante a participação no programa Meiuca do Timão, da TV Central do Timão, o ex-camisa 10 corinthiano deu sua opinião sobre o assunto.

Vale ressaltar que o Corinthians negou uma proposta feita pelo Sharjah, dos Emirados Árabes Unidos, de 8 milhões de euros, cerca de R$ 51 milhões, por Róger Guedes. Com 40% dos direitos econômicos do atleta, o Timão entende que a proposta não seria viável.

“O que não pode acontecer é perder jogador, principalmente estes jogadores que chegaram agora e estão sendo pretendidos por grandes clubes do futebol mundial e tem mundo dinheiro envolvido, o Corinthians tem que fazer o possível para segurar estes atletas. Praticamente agora que o time está montado para disputar qualquer tipo de competição“, disse Zenon.

Foto: Rodrigo Coca / Ag. Corinthians

Então não pode agora de forma alguma se desfazer de algum destes grandes jogadores que chegaram, sei que devem estar tendo propostas destes grandes clubes da Ásia, Europa. Porque os jogadores estão se destacando no Corinthians, e o Corinthians é vitrine, os jogadores começam a se destacar e os clubes já ficam de olhos abertos em cima destes atletas que começaram a se destacar agora no Corinthians. Então vejo assim, se o Corinthians mantiver este mesmo grupo para o ano que vem, coisas boas vão acontecer”, concluiu.

Já Biro-Biro, por sua vez, concordou com Zenon, destacando também a importância de manter atletas e dando enfase na manutenção do grupo e que o elenco está se entrosando cada vez mais.

“Jogador veio, estava parado, vem para uma vitrine que é o Corinthians, de repente joga bem, duas, três partidas, já começa o interesse de outros clubes, o empresário já vê que tem condições de levar ele de novo de volta para a Europa. Mas como você falou, agora cabe ao presidente segurar para o ano que vem este grupo. Um grupo bom, forte, que está se entrosando como a gente tem comentado sempre. Está pegando entrosamento cada vez mais”

Veja também:

Mencionados neste artigo

Saiba mais sobre o veículo