West Ham começa sua janela de transferências contratando zagueiro Nayef Aguerd, do Rennes | OneFootball

West Ham começa sua janela de transferências contratando zagueiro Nayef Aguerd, do Rennes

Logo: Trivela

Trivela

O West Ham anunciou a contratação do marroquino Nayef Aguerd, 26 anos, que estava no Rennes, por cerca de £ 30 milhões, o primeiro negócio do semifinalista da Liga Europa para a próxima temporada. Um zagueiro canhoto estava entre as prioridades do técnico David Moyes. Ele terá a companhia de Issa Diop, Kurt Zouma, Craig Dawson e Angelo Ogbonna, retornando de lesão, no setor defensivo.

Aguerd despontou pelo FUS Rabat, do Marrocos, antes de chegar ao futebol europeu pelo Dijon em 2018. Embora com poucos jogos, duas temporadas na Ligue 1 levaram-no ao Rennes, no qual disputou 66 rodadas nas últimas duas edições do Campeonato Francês. Contribuiu para que o Rennes tivesse uma das melhores defesas em ambas e se classificasse para competições europeias. Também participou da primeira campanha do clube na Champions League.

Estreou na seleção marroquina em 2016 e atualmente é titular absoluto. Disputou todas as partidas das Eliminatórias Africanas para a Copa do Mundo e da última Copa Africana de Nações, na qual Marrocos chegou às quartas de final. A menos que sofra lesões, é presença certa no Catar. Tem 25 jogos pelo time nacional e é sobrinho de Abdelmajid Bouyboud, que disputou o Mundial de 1994 pelos marroquinos.

“Eu fiquei muito empolgado quando fiquei sabendo do interesse do West Ham. Eu sabia que precisava ir para a Premier League quando fiquei sabendo porque é o sonho de todos os jogadores. O West Ham é um clube histórico. Eu vi alguns dos seus jogos este ano e eu vi os torcedores e o clima foi fantástico, com as bolhas! Eu falei com o técnico e ele me mostrou que estava muito interessado, então foi fácil escolher vir ao West Ham”, disse Aguerd ao site dos Hammers.

Aguerd disse que gosta de ter a bola nos pés e ajudar no controle da posse de bola, mas “não pode esquecer” do seu principal papel. “Tento encontrar um equilíbrio entre jogar um futebol limpo e ser um defensor”, explicou. Ama marcar gols em escanteios, o que é uma ótima notícia ao West Ham, que tem uma das melhores bolas paradas do futebol inglês.

David Moyes ficou impressionado com a “personalidade e a atitude” de Aguerd durante suas conversas e afirmou que o West Ham estava acompanhando o progresso da sua carreira há algum tempo. “Estou muito feliz por termos completado a contratação. Ele é uma grande adição que acrescentará às nossas opções defensivas. Ele tem muita vontade de melhorar e ser bem sucedido, e tenho certeza que ele se encaixará muito bem no ambiente que temos aqui”, disse Moyes.

Dawson e Zouma formaram a dupla mais comum de zaga do West Ham, que às vezes variou para um esquema com três zagueiros. Ogbonna, 34 anos, havia começado como titular, mas sofreu uma séria lesão no ligamento dos joelhos no começo de novembro e perdeu toda a temporada. Seu contrato está chegando ao fim, mas deve ser renovado – a própria nota anunciando Aguerd diz que o italiano será um dos concorrentes do novo reforço na defesa.

O West Ham ganhou um espaço considerável na sua folha salarial com as saídas de Mark Noble, aposentado, Andriy Yarmolenko, Ryan Fredericks e David Martin ao fim dos seus contratos. Após Aguerd, uma das prioridades deve ser contratar o goleiro Alphonse Areola em definitivo. O francês vinculado ao PSG passou a última temporada no Estádio Olímpico por empréstimo.

Além de chegar às semifinais da Liga Europa, o West Ham emendou uma segunda temporada entre os sete primeiros do Campeonato Inglês (sexto e depois sétimo). Sofreu 51 gols, apenas a nona melhor defesa, agora reforçada pelo quarto reforço mais caro da sua história – após Sébastien Haller, Felipe Anderson e Kurt Zouma.

Saiba mais sobre o veículo