Vítor Pereira explica reintegração de Ramiro e ausência de Vital no Corinthians | OneFootball

Vítor Pereira explica reintegração de Ramiro e ausência de Vital no Corinthians

Logo: Gazeta Esportiva.com

Gazeta Esportiva.com

O meio-campista Ramiro não atuava com a camisa do Corinthians desde junho do ano passado. Neste sábado, ele foi um dos escolhidos por Vítor Pereira para entrar no segundo tempo e tentar reverter a então vitória do Avaí por 1 a 0. Deu certo. Quatro minutos depois de sua entrada, mesmo sem participação direta, o Timão empatou com gol de cabeça de Balbuena.

Ramiro retornou de empréstimo do Al-Wasl, de Dubai, no início de julho e desde então vem treinando com o elenco no CT. Além dele, Mateus Vital, meia mais ofensivo, é outro que passa pela mesma situação, ou seja, aguarda ser emprestado ou aproveitado pela comissão técnica.

O treinador explicou, na coletiva de imprensa após o empate no Brasileirão, por que Ramiro foi relacionado para o duelo e o motivo pelo qual Vital ainda não está sendo utilizado.

“Aquilo que tenho visto nos treinos, o Ramiro é uma máquina ao trabalhar, uma máquina. É um jogador que o treino é numa intensidade muito alta, com carga elevada. Como estamos num período de dificuldades, essencialmente nos extremos, ele não é extremo de origem, mas pode jogar por dentro, e tem essa condição física”, iniciou Vítor Pereira.

“O Vital não me parece estar nesse ritmo ainda. São jogadores diferentes, com características diferentes, o Vital pode vir a ajudar também. Escolhi o Ramiro por essa intensidade dos treinos e que hoje (sábado) achei que, numa altura do jogo, com desgaste do time, coloquei o Ramiro”, complementou.

Ramiro tem contrato com o Corinthians apenas até dezembro deste ano e já pode, inclusive, firmar pré-contrato com outra equipe. No entanto, diante da nova lesão de Maycon, ele pode ganhar espaço.

Já Vital, que retornou após passagem pelo Panathinaikos, da Grécia, tem vínculo com o Alvinegro até o fim de 2023. Conforme apuração da reportagem, o clube tem interesse em negociá-lo e seu nome até apareceu em rumores recentes, mas ainda não houve nenhuma proposta concreta. Pela fala de VP, porém, ele pode vir a ser utilizado em breve.

Vale lembrar, ainda, que Léo Natel é outro que voltou de empréstimo neste meio do ano, do Apoel, do Chipre. A intenção da diretoria também é negociá-lo. Seu contrato vai até o fim de 2024. A janela brasileira fecha no próximo dia 15 de agosto.

Mencionados neste artigo

Saiba mais sobre o veículo