Venda de Michael ao Flamengo causa impasse entre clubes goianos

Logo: Coluna do Fla

Coluna do Fla

FOTO: MARCELO CORTES/FLAMENGO

Após o brilhante ano de 2019, o Flamengo se reforçou ainda mais na temporada seguinte, com o intuito de ter um elenco mais qualificado e dar ao treinador várias opções no banco de reservas. Uma dessas contratações foi a do atacante Michael, que foi comprado junto ao Goiás, no início de 2020, a pedido de Jorge Jesus. Mas essa transação ainda causa impasse entre o Esmeraldino e o Goianésia, que possuía 5% dos direitos econômicos do atleta.



Em reportagem divulgada pelo “GE”, o Goianésia cobrou publicamente o Goiás pela dívida referente aos 5% – que hoje gira em torno de R$ 2 milhões. O Esmeraldino reconhece a pendência, entretanto, questiona os valores estipulados pelo rival. O desentendimento chegou até a Câmara Nacional de Resolução de Disputas (CNRD). De acordo com clube do interior, o adversário se dispôs a pagar o valor de R$ 720 mil até 20 de setembro – o que não ocorreu.

Nesta semana fomos pegos de surpresa mais uma vez com a conduta do Goiás. Temos essa demanda pelo não pagamento de parte da venda dos 5% dos direitos do Michael. Entramos com a ação na CNRD cobrando mais de R$ 2 milhões. Durante esse processo, o Goiás pediu autorização para depositar R$ 720 mil, a CNRD estipulou o prazo até 20 de setembro, mas mais uma vez o Goiás não honrou com o compromisso, desta vez assumido não só perante o Goianésia, mas também à CNRD -, afirmou Marco Antônio Maia, presidente do Goianésia, ao “GE”.

CONFIRA NA ÍNTEGRA A NOTA DIVULGADA PELO GOIANÉSIA:

“O Goianésia Esporte Clube vem a público externar sua indignação mais uma vez quanto a postura do Goiás Esporte Clube.

Após não pagamento das parcelas relativas à venda do jogador Michael ao Flamengo, o Goianésia Esporte Clube acionou o CNRD para que o Goiás efetuasse o repasse que totaliza mais de R$ 2 milhões.

Sendo assim, o próprio Goiás Esporte Clube manifestou junto ao CNRD que faria um repasse no valor de R$ 720 mil no dia 20/09.

Até hoje 22/09, o depósito não feito, e mais uma vez o Goiás Esporte Clube age de má-fé e não repassou ao Goianésia o que lhe é de direito.

Nosso jurídico já acionou novamente o CNRD, e tomará todas as providências devidas, para que o Goiás Esporte Clube sofra as punições impostas pelo próprio CNRD.

Os atos do Goiás Esporte Clube demonstram o total desrespeito não só com o Goianésia, mas também com o próprio CNRD e o futebol brasileiro”.


Dentro das quatro linhas, Michael segue concentrado no Flamengo. Para esta quarta-feira (22), o jogador está à disposição do técnico Renato Gaúcho para o duelo diante do Barcelona (EQU), pelas semifinais da Libertadores. A bola rola às 21h30, no Maracanã, e o Mengo contará com o apoio da Nação, que estará presente no estádio.

Mencionados neste artigo
Saiba mais sobre o veículo