💰 Veja o ranking dos brasileiros mais caros da história

OneFootball

Luiz Signor

Imagem do artigo: 💰 Veja o ranking dos brasileiros mais caros da história

A negociação entre Barcelona e Juventus envolvendo Arthur e Pjanic foi, na prática, uma troca que garantiu 12 milhões de euros (R$ 73,2 milhões) mais 5 milhões de euros (R$ 30,5 milhões) para o clube catalão.

Mas o fato de a Juve ter que pagar 72 milhões de euros (R$ 437 milhões) ao Barça ao longo de quatro anos fez o volante se tornar o terceiro jogador brasileiro mais caro da história.

O posto era ocupado por Kaká, que foi vendido pelo Milan ao Real Madrid em 2009 por 67 milhões de euros na época.

Neymar, que custou 222 milhões de euros ao PSG em 2017, e Coutinho, comprado pelo Barcelona por 145 milhões no ano seguinte, ocupam os dois primeiros lugares.

O atual camisa 10 do PSG ocupa duas posições no ranking, já que assumiu a primeira posição quando deixou o Santos rumo ao Barcelona.

Confira o ranking com as maiores negociações com valores em euros:

  1.  Neymar – Barcelona-PSG em 2017 – 222 milhões
  2. Coutinho – Liverpool-Barcelona em 2018 – 145 milhões
  3. Neymar – Santos-Barcelona em 2013 – 88,3 milhões
  4. Arthur – Barcelona-Juventus em 2020 – 72 milhões
  5. Kaká – Milan-Real Madrid em 2009 – 67 milhões
  6. Alisson – Roma-Liverpool em 2018 – 62,5 milhões
  7. Oscar – Chelsea-Shanghai SIPG em 207 – 60 milhões
  8. Fred – Shakhtar Donetsk-United em 2018 – 59 milhões
  9. Hulk – Zenit-Shanghai SIPG em 2016 – 55,8 milhões
  10. Éder Militão – Porto-Real Madrid em 2019 – 50 milhões
  11. Alex Teixeira Shakhtar Donetsk-Jiangsu Suning em 2016 – 50 milhões

O Barcelona “domina” a lista, já que fez as duas maiores compras e, de quebra, as duas maiores vendas.

Conhecido por ser um clube difícil de se negociar, o Shakhtar Donetsk emplacou duas negociações entre as 12 maiores.

O futebol chinês, que foi avassalador na hora de contratar estrelas da europa a partir de 2016, também marca presença com três negociações.

Apenas o Santos representa o futebol brasileiro graças a polêmica venda de Neymar.


Foto destaque: Reprodução/Juventus