Veiga fala sobre desejo de retribuir o carinho da torcida e elogia estádio da final: “Campo impecável” | OneFootball

Veiga fala sobre desejo de retribuir o carinho da torcida e elogia estádio da final: “Campo impecável”

Logo: Gazeta Esportiva.com

Gazeta Esportiva.com

Às vésperas da grande decisão da Libertadores de 2021, entre Palmeiras e Flamengo, Raphael Veiga destacou a importância de ter contado com o apoio da torcida alviverde na saída da delegação rumo a Montevidéu, no Uruguai. Agora, o meia quer retribuir esse carinho com o título.

“Lógico que quando a gente sai para vir para cá e vê toda aquela festa é um momento especial, onde dá para ver, de dentro do ônibus, o que cada um sente, imagina, a dedicação de cada de as vezes sair do trabalho para estar lá, participando deste momento com a gente. Foi linda a festa e nós vamos dar o nosso máximo para retribuir tudo o que eles fizeram”, disse.

Outro fator que vem motivando o atleta de 26 anos é a oportunidade de ser premiado como o melhor jogador do torneio continental. O camisa 23 disputa o troféu de “Rei da América” com os seus companheiros Weverton e Rony, além dos flamenguistas Arrascaeta, Bruno Henrique e Gabigol.

“Com certeza motiva, não é o mais importante, mas é algo que motiva. É um reconhecimento. Querendo ou não, não podemos achar isso normal. Temos que ser grato. É muita gente que joga futebol e a gente ser reconhecido por isso é algo muito grande para minha carreira”, comentou.

A grande final, que ocorre neste sábado, às 17 horas (de Brasília) será realizada no Centenário, estádio que recebeu elogios de Veiga. Nesta tarde, os jogadores do Palmeiras foram fazer o reconhecimento do local.

“Quando falaram que ia ser nele, eu procurei na internet. Já achei muito bonito, mas hoje, quando eu cheguei lá, vi que era muito mais bonito. Campo impecável, vestiário…Então acho que é um estádio legal para a gente conquistar a segunda Libertadores consecutiva”, analisou.

Por fim, o meia ainda aproveitou para comentar sobre a partida e chamou à atenção para os detalhes.

“Jogar contra o Flamengo é sempre difícil. Sabemos que a equipe deles tem bons jogadores, que são decisivos, mas uma final é um jogo à parte. Detalhes que definem a partida. Estamos muito concentrados em cada detalhe. Competir e ser intenso, esse é o principal”, finalizou.

Mencionados neste artigo

Saiba mais sobre o veículo