Vasco responde Flamengo na ação que pede a cessão do Maracanã para o jogo contra o Sport | OneFootball

Vasco responde Flamengo na ação que pede a cessão do Maracanã para o jogo contra o Sport

Logo: Papo na Colina

Papo na Colina

Cruzmaltino junta réplica e ainda diz que não pretende levar todos os jogos na temporada para o Maior do Mundo

Luiz Nascimento

Mais um capítulo da novela Vasco x Sport no Maracanã se desenrolou nesta segunda-feira. Horas depois do Flamengo responder na ação judicial que a lógica do Vasco não passava de uma conversa de botequim, a direção cruzmaltina respondeu o Fla na mesma moeda. Cabe ressaltar que vascaínos e flamenguistas travam uma batalha de narrativas na 51ª Vara Cível do TJ-RJ. A expectativa é que a sentença seja dada pelo juiz Alessandro Félix em breve, na primeira instância, ou seja, ainda cabe recurso.

Na petição juntada ao processo de número: 0166916-50.2022.8.19.0001, o Cruzmaltino destacou um trecho do contrato de permissão do Mário Filho que fala que “o permissionário (leia-se, o Flamengo) irá gerir a operação e manutenção de forma a receber a maior quantidades de jogos de futebol de primeira linha (ou seja, de maior apelo) durante a vigência do contrato de permissão”

A diretoria do clube de São Januário voltou a reforçar a obrigação da isonomia perante os outros clubes cariocas, que está prevista em contrato, e ainda citou o ofício da Secretaria Estadual de Casa Civil dando razão ao Vasco. Para a diretoria vascaína, negar o aluguel do campo ao CRVG não teria fundamento.

O Cruzmaltino ainda respondeu sobre o laudo apresentado pela diretoria rubro-negra alegando possíveis prejuízos ao gramado. Segundo o Vasco, “é evidente que para a empresa que cuida do gramado, quantos menos jogos melhor, eis que o tratamento do gramado será – por óbvio – mais simples”.

A diretoria vascaína ainda disse, que o Maracanã não é propriedade do Flamengo, mas sim um bem do Estado, cedido ao Rubro-Negro em um contrato precário e o clube da Gávea, teria por dever, alugar o estádio para os outros clubes.

Apesar das respostas, o Vasco disse que não pretende levar todas as partidas para o Maior do Mundo, sendo que na resposta, a diretoria disse em tom irônico, que o Cruzmaltino tem estádio e o Flamengo, não:

“Antes de continuar, necessário que se esclareça que o autor (Vasco) não pretende – ao contrário do que alega o réu Flamengo – sediar todas as partidas em que for mandante no Maracanã, haja vista que possui estádio próprio. Tanto é assim que a partida ocorrida na última sexta-feira, contra o Operário, foi realizada em São Januário sem qualquer solicitação de uso do Maracanã”.

Este parágrafo provavelmente foi uma resposta a um trecho da resposta do Flamengo, que disse que o Vasco queria levar todos os seus jogos para o Maracanã alegando “questões de segurança pública e maior venda de ingressos”, mas que poderia abrir precedente para o Cruzmaltino mandar quantos jogos quisesse. No mesmo trecho, o Rubro-Negro até autorizaria jogos no Maraca, salvo raríssimas exceções, desde que as datas não batessem com jogos da dupla Fla-Flu na arena.

Mencionados neste artigo

Saiba mais sobre o veículo