Vasco empata com o Guarani, frustra o torcedor em Manaus, mas se mantém no G4 | OneFootball

Vasco empata com o Guarani, frustra o torcedor em Manaus, mas se mantém no G4

Logo: Jogada10

Jogada10

O Vasco mais uma vez frustrou os seus apaixonados torcedores fora do Rio de Janeiro. Os mais de 30 mil vascaínos, que lotaram a Arena da Amazônia, ficaram no quase ao ver o time do coração empatar em 0 a 0 com o Guarani, que era o mandante da partida, mas foi tratado como visitante. O Cruz-Maltino sentiu as ausências de Yuri e Nenê, principalmente porque os substitutos, Juninho e Bruno Nazário, não corresponderam. Com o ponto conquistado, o Vasco se mantém invicto e no G4 da Série B, com 14 pontos. Já o Guarani conseguiu deixar a zona de rebaixamento com o resultado.

O JOGO

Com o apoio do seu torcedor que lotou a Arena da Amazônia, o Vasco mostrou muita disposição nos minutos iniciais, marcando implacavelmente o Guarani, porém a pressão não se traduziu em lance de perigo. As primeiras chance foi do Bugre, que em chutes de fora da área de Júlio César e Diogo Mateus, obrigaram Thiago Rodrigues a fazer boas defesas. O Vasco ensaiou uma resposta e conseguiu assustar com chute de Figueiredo, que explodiu em Ernando.

Figueiredo foi um dos melhores em campo no empate do Vasco com o Guarani – Daniel RAMALHO/CRVG

A partir disso, o jogo caiu rendimento, com os times mais preocupados em marcar do que atacar. Quando o espaço aparecia, as decisões erradas matavam as jogadas promissoras. O Vasco só voltou a assustar apenas aos 34 minutos, quando Gabriel Pec cruzou, Figueiredo escorou de cabeça, mas Andrey não conseguiu aproveitar. O Guarani respondeu em contra-ataques, que pararam em cortes providenciais de Quintero e Anderson Conceição. Com os lances, o Bugre cresceu na partida e só não abriu o placar por causa da trave e do goleiro Thiago Rodrigues, salvando uma cabeçada à queima roupa. Alívio para o Vasco, que foi para o intervalo sem ser vazado.

Para a segunda etapa, Zé Ricardo promoveu a entrada de Matheus Barbosa no lugar de Juninho, que sentiu dores no músculo adutor da coxa direita. O time voltou pressionando e logo aos 3 minutos, Figueiredo soltou a bomba, obrigando Maurício Kozlinski a fazer grande defesa. Logo na sequência, o Cruz-Maltino voltou a assustar com Raniel, que cabeceou para fora após cobrança de escanteio. Gabriel Dias também teve uma boa chance depois de um escanteio, mas o voleio saiu por cima da meta do Guarani.

O Vasco foi perigoso nas bolas alçadas da área, mas faltou criar oportunidades com bola rolando. O Guarani também não atacou, mas precisando da vitória, se lançou ao ataque com as modificações. O Cruz-Maltino também trocou, mas por questões físicas, diminuindo um pouco a qualidade da equipe. Nos minutos finais foi muito mais na raça do que na organização. Já nos acréscimos, Gabriel Dias teve a chance, mas cabeceou em cima do goleiro. Na sequência, foi a vez de Erick, quase marcar, mas o goleiro do Bugre segurou o empate.

GUARANI 0 X 0 VASCO – 8ª RODADA DO CAMPEONATO BRASILEIRO DA SÉRIE B

Data e horário: Quinta-feira (19/05/2022) às 21h30 Local: Arena da Amazônia, Manaus (AM) Público: 33.048 presentes Renda:  Guarani: Maurício Kozlinski; Diogo Mateus, Ernando (Leandro Castan), Ronaldo Alves e Matheus Pereira; Leandro Vilela (Silas), Madison e Giovanni Augusto; Júlio César (Ronald), Bruno José (Yago) e Lucão do Break (Nicolas Careca). Técnico: Ben-Hur Moreira Vasco: Thiago Rodrigues; Gabriel Dias, Quintero, Anderson Conceição e Edimar; Andrey (Isaque), Juninho (Matheus Barbosa), Gabriel Pec, Bruno Nazário (Palácios) e Figueiredo (Erick); Raniel (Getúlio). Técnico: Zé Ricardo. Gols:  Cartões amarelos: Matheus Pereira, Maurício Kozlinski, Madison (Guarani); Thiago Rodrigues, Quintero, Matheus Barbosa, Palácios e Gabriel Dias (Vasco) Cartões vermelhos:  Árbitro: Paulo Roberto Alves Junior (PR) Auxiliares: Ivan Carlos Bohn (PR) e Victor Hugo Imazu dos Santos (PR) VAR: Heber Roberto Lopes (SC)

Siga o Jogada10 nas redes sociais: TwitterInstagram e Facebook.

Mencionados neste artigo

Saiba mais sobre o veículo