Vasco considera postura do Consórcio Maracanã de vetar o estádio para jogo contra Sport como “arbitrária e ilegal” | OneFootball

Vasco considera postura do Consórcio Maracanã de vetar o estádio para jogo contra Sport como “arbitrária e ilegal”

Logo: Gazeta Esportiva.com

Gazeta Esportiva.com

O Vasco publicou uma nota nesta sexta-feira repudiando a manutenção da decisão do Consórcio Maracanã de não liberar o estádio para a partida da Série B entre o clube carioca e Sport, marcado para domingo, dia 3 de julho, às 16 horas (de Brasília).

Em nota, Cruzmaltino rebateu as alegações feitas pelo consórcio como justificativas para o jogo não acontecer no Maracanã e considerou a postura como “arbitrária e ilegal”.

Primeiro, o consórcio disse que a impossibilidade de receber a partida se dava pelo fato de que “já havia uma programação de oito a dez jogos no estádio para o mês de julho, a depender da performance de CR Flamengo e Fluminense FC na Copa do Brasil”.

No entanto, o Vasco contrariou, afirmando que, com a eliminação do Tricolor das Laranjeiras na primeira fase da Libertadores, não haveria esse décimo jogo, e portanto, Vasco x Sport caberia no cronograma.

Outro motivo apresentado ao Cruzmaltino foi o de que o “intervalo de menos de 24 horas entre os jogos, inviabiliza o cumprimento do prazo mínimo recomendado para a manutenção da qualidade do gramado”, mas o clube afirmou que “o Maracanã tem recebido rotineiramente jogos com intervalo de 24 horas ou menos”.

“Não é possível aceitar que o Vasco da Gama seja impedido de utilizar um equipamento que é público e que deve estar aberto e disponível para todos os clubes em igualdade de condições. CR Flamengo e Fluminense FC já realizaram esse ano 24 partidas no Maracanã. O Vasco da Gama realizou apenas uma e está sendo impedido de realizar a segunda”, seguiu o clube, em nota.

Por fim, o Vasco afirmou que permanecerá lutando em busca do direito de “de sua torcida acompanhar os jogos do clube no Maracanã em condições de igualdade com os demais, como manda o termo de permissão de uso concedido pelo Estado do Rio de Janeiro”.

Mencionados neste artigo

Saiba mais sobre o veículo