Um dos líderes do Corinthians rasga elogios a João Victor: “Completo e com potencial para jogar na Seleção Brasileira” | OneFootball

Um dos líderes do Corinthians rasga elogios a João Victor: “Completo e com potencial para jogar na Seleção Brasileira”

Logo: Gazeta Esportiva.com

Gazeta Esportiva.com

Gil tem 34 anos. Já foi campeão pelo Corinthians, defendeu a Seleção Brasileira e atuou fora do país. Agora, ele é parceiro de zaga de João Victor, beque 11 anos mais novo e que, para Gil, tem um futuro brilhante pela frente.

“A gente conversa, até com o próprio Fábio Santos, a gente fala ‘meu, o João é completo, cara’. Ele é rápido, ele se impõe com os caras, ele é forte. Isso é uma das coisas que impressiona, não só a gente, mas até a ele mesmo. Ele tem muito para crescer, se formou no clube, a gente espera que ele consiga o melhor para o clube e para ele mesmo”, comentou o camisa 4 à Corinthians TV.

“Ele vai se tornando um líder, apesar da pouca idade, pouca experiência, mas ele está construindo. Às vezes ele cobra os caras e eu falo para ele ‘é isso mesmo, tem que cobrar mesmo, porque é assim que se constrói um líder'”.

Revelado pelo próprio Timão, João Victor passou por outros clubes, emprestado, e só no inicio da atual temporada teve sua primeira chance na equipe profissional do Corinthians. Apesar da pouca experiência, Gil acredita que João pode vislumbrar até mesmo uma convocação à Seleção Brasileira.

“Tem evoluído muito, crescido muito, e tem espaço para crescer bastante. Quando as pessoas me perguntam o que eu acho dele, é um cara exemplar, tem desempenhado um bom futebol e a gente fica feliz por esse momento. A gente espera e faz de tudo para, não só ele, mas quando o clube está tendo bastante visibilidade assim, de surgir a possibilidade, porque ele tem potencial para jogar na Seleção Brasileira também”.

Com João Victor e Gil no comando da defesa corintiana, a equipe de Sylvinho é a terceira melhor, nesse quesito, em todo o Campeonato Brasileiro.

“Tem a parte da comissão, que influencia bastante, que vem nos preparando para antever as jogadas que vão acontecer. É fundamental o treinamento que a gente faz à parte, de lateral, de zagueiro, para que a gente possa se sobressair com os atacantes opostos”, comentou João Victor, antes de receber a concordância de Gil.

“Eles têm passado bastante tempo estudando os adversário, a gente pega tudo mais mastigado. Não só nós ali de trás, a marcação nossa começa na frente. Para mim, o maior exemplo é a equipe do Liverpool, os atacantes ajudam bastante, isso é importante e a gente tem de tudo para continuar crescendo e esperamos grandes conquistas”.

Mencionados neste artigo

Saiba mais sobre o veículo