Tudo normal? Inter é o mais beneficiado pelo VAR no Brasileirão 2022 | OneFootball

Tudo normal? Inter é o mais beneficiado pelo VAR no Brasileirão 2022

Logo: Portal do Gremista

Portal do Gremista

Após o encerramento da 20ª rodada do Campeonato Brasileiro 2022, na última segunda-feira (1º), o ex-árbitro Sandro Meira Ricci divulgou em suas redes sociais dados que não trazem surpresa à ninguém, principalmente no Rio Grande do Sul. Segundo o atual comentarista da TV Globo, o Inter é o clube mais beneficiado no quesito erros não corrigidos pelo VAR: até o final da última rodada, foram três equívocos que passaram batido em favor do clube gaúcho.

Derrotado por 3 a 0 pelo Fortaleza, no Castelão, no último domingo (7), já pela 21ª rodada do torneio nacional, o Inter convive com acusações de benefícios de arbitragem desde o Brasileirão de 2020, quando ficou a um ponto do título. Naquela ocasião, o Colorado teve uma arrancada de vitórias contando com muitos erros do VAR ao seu favor, como nos jogos contra Grêmio, Bragantino e Vasco da Gama, onde o aparelho eletrônico foi tido como “descalibrado” e “apagado”.

Já no campeonato do ano passado, o clube gaúcho também viu o seu nome envolvido em polêmicas deste tipo, como no último GreNal de 2022, quando Pedro Geromel foi visivelmente puxado na área colorada e o VAR omitiu-se, não assinalando a penalidade. Após consulta na Confederação Brasileira de Futebol (CBF), o Tricolor ouviu da Comissão de Arbitragem que o lance era “inconclusivo”, causando revolta entre os gremistas.

Vale ressaltar que o Colorado também tem sido acusado de favorecimento no atual Brasileirão, especialmente nos jogos contra Cuiabá, Santos, Flamengo, Botafogo, América-MG e Fortaleza. Curiosamente, não há nenhum caso de prejuízo flagrante contra o Inter, ficando os colorados sem ter o que reclamar.

Ex-árbitro expõe números acerca da utilização do VAR

- Publicidade -

Na contagem de Sandro Meira Ricci, houveram 23 erros sem correção do VAR neste Campeonato Brasileiro 2022. Neste cenário, o Flamengo foi o mais prejudicado, com quatro prejuízos contra, sendo o Colorado o mais beneficiado.

Além disso, o atual comentarista da TV Globo ainda destacou que houveram, no total, 97 mudanças de decisão do aparelho eletrônico, divididas em 25 gols, 35 pênaltis, 25 vermelhos e dois erros de identificação. Com isso, a média de revisões ficou em cinco por rodada, acima da Premier League, na Inglaterra, e da La Liga, na Espanha.

Mencionados neste artigo

Saiba mais sobre o veículo