Top-8️⃣ jovens para ficar de olho na Copa América

Logo: OneFootball

OneFootball

Guilherme Ferreira

Imagem do artigo: https://image-service.onefootball.com/crop/face?h=810&image=https%3A%2F%2Fwp-images.onefootball.com%2Fwp-content%2Fuploads%2Fsites%2F13%2F2021%2F06%2Fimago1003073869h-1-1000x667.jpg&q=25&w=1080

Os principais jogadores da Copa América já são conhecidos de longa data de quem acompanha futebol. Mas a edição deste ano, a primeira com cinco substituições à disposição dos treinadores, pode dar espaço para jovens jogadores prontos para brilhar.

Selecionamos alguns atletas com até 23 anos que dão os seus primeiros passos com suas seleções. A maioria deles já é destaque nos clubes e pode aproveitar a competição no Brasil para ganhar a atenção de ainda mais torcedores.

Brasil 3
Venezuela 0
Fim de jogo

Cristian Romero – 23 anos

Os dois primeiros jogos de Cristian Romero pela seleção argentina foram neste mês, pelas eliminatórias para Copa do Mundo (os dois como titular). Mas o zagueiro já possui destaque internacional em time de Champions League.

Destaque da Atalanta, ele foi eleito o melhor defensor da temporada 2020/21 no Campeonato Italiano e parece já ter vaga garantida no time de Lionel Scaloni.

Nicolás González – 23 anos

A primeira convocação de Nicolás González aconteceu na última data Fifa de 2020 e ele respondeu com uma vaga no time titular nos dois jogos pelas eliminatórias e um gol em cada partida.

O atacante do Stuttgart teve muitos problemas de contusão na última temporada, mas tem a chance de voltar a ser decisivo pela Argentina nesta Copa América

Lucas Paquetá – 23 anos

Vindo da sua temporada mais produtiva na Europa, com nove gols e cinco assistências no Campeonato Francês, Lucas Paquetá ganhou espaço também na Seleção Brasileira.

O jogador do Lyon atuou nas duas últimas partidas do Brasil (uma delas como titular) e chegou a marcar um gol contra o Paraguai, além de iniciar o lance do 1 a 0 contra o Equador.

Douglas Luiz – 23 anos

A disputa por vagas no meio-campo do Brasil parece aberta e Douglas Luiz pode aproveitar a Copa América para ganhar mais atenção de Tite.

Titular nos dois últimos jogos da seleção em 2020, ele deve ganhar mais chances ao longo da competição depois de ser titular em 32 jogos do Aston Villa na última edição da Premier League.

Carlos Palacios – 20 anos

O Chile busca os sucessores de uma geração vitoriosa que está perto do fim da carreira, e Carlos Palacios é uma esperança de sucesso. O atacante surgiu Unión Española e foi convocado pela Seleção Chilena pela primeira vez no fim de 2020.

Com quatro jogos como titular do Inter na Libertadores este ano, ele pouco se destacou pelo Colorado até agora, mas deve ter chances para aparecer na Copa América.

Ángelo Preciado – 23 anos

Ángelo Preciado ficou conhecido na América do Sul como parte do time do Independiente del Valle comandado por Miguel Ángel Ramírez e logo chamou atenção de clubes brasileiros. Mas o seu destino no início deste ano foi o Genk, da Bélgica. Ele recebendo oportunidades na Seleção do Equador e tem a chance de voltar a brilhar no continente com a Copa América.

Facundo Torres – 21 anos

Falando em busca por sucessores, o Uruguai logo terá que pensar em quem serão as novas armas ofensivas da seleção. Facundo Torres se destacou na fase de grupos da Copa Sul-Americana deste ano e desponta como um dos candidatos. Esta semana, o Peñarol aumentou para 20 milhões de dólares o valor da cláusula rescisória do atacante e o tornou o jovem mais bem pago da história da equipe.

Brian Ocampo – 21 anos

Assim como Torres, Brian Ocampo já se destacou em uma competição continental este ano e teve sua primeira experiência na Seleção Uruguaia este mês depois de um 2021 de grande destaque pelo seu clube. O ponta do Nacional teve boas atuações na Libertadores. A equipe não avançou para as oitavas de final, mas Óscar Tabárez chamou o veloz atacante para disputar a Copa América no Brasil.


Foto destaque: IMAGO / Pressinphoto