Todas as palavras de Thomas Tuchel sobre a vitória sob o Watford na Premier League, janela de transferências e os novos donos do Chelsea | OneFootball

Todas as palavras de Thomas Tuchel sobre a vitória sob o Watford na Premier League, janela de transferências e os novos donos do Chelsea

Logo: Chelsea Fans Brasil

Chelsea Fans Brasil

O Chelsea encerrou a temporada com uma vitória em casa diante do Watford e após a partida, Thomas Tuchel falou com a imprensa presente em Stamford Bridge.

Encerrando a campanha 21/22 na terceira colocação da Premier League tendo chegado nas finais da FA Cup e Carabao Cup, o Chelsea tem um saldo positivo e Tuchel revelou seus pensamentos após sua primeira temporada completa no clube.

“Eu pensei que nós íamos fazer isso de novo: jogar novamente com um empate em casa. Mas então Reecey [Reece James] e Ross [Barkley] viraram em nosso favor novamente. É um divisor de águas, tenho que dizer e estamos felizes em terminar com uma vitória.”“A temporada foi mais ou menos terminada para nós. Demos a alguns jogadores que não tinham tantos minutos a oportunidade de jogar. Então, estou feliz que eles possam aparecer e ter uma vitória merecida.”“É, em geral, um grande passo na direção geral em termos de consistência para nós. Se você olhar para o último ano, só estivemos entre os três primeiros, isso é muito bom, mas sempre há espaço para melhorias. O nível de consistência de City e Liverpool era demais para nós, era muito alto.”“Não vai ficar mais fácil fechar essa lacuna, porque enquanto somos forçados a ser passivos [no mercado por conta do sancionamento do governo], eles estão melhorando seus elencos. Mas este é o desafio, e precisamos ser rápidos e inteligentes quando é possível ter uma equipe competitiva.”

Alguns jogadores do Chelsea fizeram sua última partida com a camisa do clube, como Antônio Rudiger, mas há dúvidas sobre o futuro de alguns nomes como César Azpilicueta e Marcos Alonso. Thomas Tuchel falou sob o quão estranho pode ter sido a despedida de outros nomes do atual elenco.

LONDON, ENGLAND – MAY 22: Antonio Ruediger of Chelsea leaves the pitch during the Premier League match between Chelsea and Watford at Stamford Bridge on May 22, 2022 in London, England. (Photo by Clive Rose/Getty Images)

“É um pouco estranho. Vamos jantar juntos mais tarde e você realmente não sabe o que vai acontecer; se seremos capazes de vender, queremos vender, temos a chance de obter alternativas.”“Portanto, a situação não é só para nós, como responsáveis pela reconstrução e responsável pelas transferências, mas também para os jogadores, é uma situação estranha. E você podia sentir isso.”“Durante um longo, longo período de tempo conseguimos manter o foco e colocá-lo de lado, mas quanto mais tempo ele passava depois da pausa internacional, tinha um impacto sobre nós, e ainda tem. Então vamos ver, quando, finalmente, teremos a chance de agir e fazer as pazes, porque a desvantagem em termos de tempo para a reconstrução é grande. Temos que ser rápidos e inteligentes.”“Sim, [a necessidade de agir no mercado] cresce a cada dia. Os dois melhores times [Man City e Liverpool] melhoram suas equipes e têm equipes que são muito claras sobre as quais eles constroem. É uma reconstrução necessária para nós e isso o torna mais desafiador, é claro.”

Thomas Tuchel também revelou que não é possível ter férias e que estará focado em dar sua opinião e melhorar o elenco assim que possível para ser mais competitivo por títulos na próxima temporada.

“Não, é impossível. Não posso sair de férias, não. Há muitas coisas para esclarecer e dar uma opinião. Claro que, hoje em dia, você pode ter reuniões no Zoom para que não seja necessário fazer tudo pessoalmente. Os primeiros dias eu estarei aqui de qualquer maneira e ao redor porque meus filhos estão na escola, então vai começar com um pouco de atraso as férias.”“Mas mesmo nos feriados, também é normal em uma situação como a nossa, que você mantenha contato e tenha a possibilidade com o zoom e Facetime de fazer chamadas, compartilhar opiniões e seguir em frente porque precisamos.”

Callum Hudson-Odoi perdeu os últimos meses da temporada e não vem sendo relacionado e Marcos Alonso não esteve com o elenco para o último jogo da temporada. Thomas Tuchel explicou a situação dos jogadores.

“É uma lesão muscular mais ou menos [para Callum Hudson-Odoi] que afetou toda a perna, ambas as pernas. Há uma falta de força que ele pode simplesmente tem e os testes mostraram que ele não tinha mobilidade e a força para estar em campo. É por isso que sentimos falta dele por tanto tempo.”“Marcos Alonso, ele teve um problema nas costas na nossa primeira partida contra o West Ham, onde ele precisou sair e depois perdeu algumas partidas e teve mais ou menos o mesmo nos últimos jogos, mas ele jogou com essa dor durante a partida contra o Leicester, mas ele sentiu que a contração muscular vai até os tendões e é por isso que não fazia sentido correr o risco sobre ele.”

Antônio Rudiger e Andreas Christensen estão de saída e uma mudança de esquema tático pode ser uma possibilidade com a perda de dois importantes defensores da equipe. Thomas Tuchel falou sobre o assunto na coletiva.

“Eu não sei se seria uma chance ou outra mudança. Eu não acho que é um problema de estrutura que temos porque entregamos nesta estrutura em um nível muito alto com nossas performances, mas estamos olhando em todas as direções. Acho que a estrutura combina muito bem com os jogadores que você mencionou, mas também com Thiago Silva, nossos meio-campistas, Reece James e Ben Chilwell porque eles têm mais liberdade para atacar em ambos os lados.”“Haviam algumas razões para jogar com essa estrutura na forma como jogamos e tivemos muito sucesso e em alto nível muito estável. Não é o plano mudá-lo, mas talvez sejamos forçados a isso. Não é problema adaptar e encontrar soluções, mas o problema é que somos forçados a ser passivos e é o que não gostamos e não estamos acostumados. Então eu posso responder a pergunta com mais precisão quando as coisas avançarem e podemos começar a agir.”

A partida contra o Watford foi a última do Chelsea sob a propriedade de Roman Abramovich, já que na próxima temporada os novos proprietários estarão no comando do clube. Thomas Tuchel falou sobre a situação no clube e as mudanças que devem ocorrer.

LONDON, ENGLAND – MAY 22: Todd Boehly, prospective new owner of Chelsea FC looks on prior to the Premier League match between Chelsea and Watford at Stamford Bridge on May 22, 2022 in London, England. (Photo by Henry Browne/Getty Images)

“Eu acho que ele [Todd Boehly] vai [tomar o controle do clube] nos próximos dias ou algo assim e eu luto para me adaptar à nova situação. Está muito perto em teoria, mas não está. Espero que seja e acho que vamos sentir mais como uma nova era quando as coisas começarem e a nova temporada começar.”

O árbitro Mike Dean apitou pela última vez na Premier League e Thomas Tuchel elogiou a carreira e atuação durante a partida contra o Watford em Stamford Bridge neste domingo.

LONDON, ENGLAND – MAY 22: Match referee Mike Dean reacts during the Premier League match between Chelsea and Watford at Stamford Bridge on May 22, 2022 in London, England. (Photo by Henry Browne/Getty Images)

“Nós fizemos [uma atuação] e tivemos uma conversa uma hora antes do jogo com Roy Hodgson e ele [Mike Dean]. Foi por minha conta para mostrar meu respeito e gratidão. Eu disse a eles que estou honrado em fazer parte de sua última partida.”“São personalidades enormes e grandes figuras da Premier League e do futebol internacional. Não tenho nada além de respeito e foi isso que eu disse a eles. Estou honrado em fazer parte disso e desejei a eles o melhor para sua vida depois do futebol.”

Thomas Tuchel também falou sobre a importância de contratar jogadores de defesa com inteligência e potencial o mais breve possível para que se adaptem à equipe e sua estrutura.

“Claro, mas talvez os defensores estejam em com suas seleções se tiverem uma certa qualidade ou jogarem por suas seleções nacionais. E isso significa que de qualquer maneira eles vêm uma semana depois do resto. Isso significaria que, no nosso caso, eles chegariam em 9 de julho.”“Este é o plano e espero que possamos fazer isso e ter todos para a pré-temporada, porque é uma pré-temporada quando você tem pelo menos três semanas e meia a quatro semanas juntos e pouca gente está chegando em diferentes momentos. São mais ou menos dois grupos.”“Temos que ser rápidos e rápidos para adaptar as qualidades, as personalidades desses caras novos. Mas, em primeiro lugar, precisamos ser capazes de contratar e ser inteligentes sobre quem contratamos e estar no ponto.”

Thomas Tuchel também falou sob o quão difícil deverá ser a próxima temporada da Premier League, bem como revelar que tem perfis traçados para possíveis reforços para a equipe.

“Será uma corrida super difícil. O Manchester United estará na corrida e o Tottenham estará na corrida com Antônio Conte, com certeza. Queremos permanecer na corrida e Liverpool e Man City fazem de tudo para tornar seus elencos maiores e eles estabeleceram o padrão muito alto. Este é o desafio em que competimos.”“Temos no momento uma enorme desvantagem [sobre transferências] – isso ainda não é decisivo. Não há necessidade de inventar desculpas agora, é apenas a situação em que estamos e temos que ser o mais rápido possível. Agora, é claro, é insatisfatório porque nossas mãos estão atadas e não podemos agir como queremos.”“Temos ideias claras para os perfis e características desses jogadores. Não é como se você colocasse um nome na lista e então você pegasse o jogador. Você tem que convencer o jogador, você tem que falar com outros clubes e se convencer que este é o jogador, então normalmente há muito trabalho e será o mesmo para ser competitivos na próxima temporada, enquanto, como todo mundo, tenta fechar a lacuna para nós, enquanto os dois melhores times são o que são: Uma referência de consistência.”“Esta é a situação e a partir daí fazemos o nosso melhor para sermos competitivos, porque é isso que queremos ser.”

Mencionados neste artigo

Saiba mais sobre o veículo