Thomas Tuchel: “Estamos decepcionados pelo empate com o Man United, mas não arrependidos” | OneFootball

Thomas Tuchel: “Estamos decepcionados pelo empate com o Man United, mas não arrependidos”

Logo: Chelsea Fans Brasil

Chelsea Fans Brasil

O Chelsea fechou a rodada da Premier League de maneira frustrante neste domingo (28). Líder da Premier League, os Blues mesmo com vários desfalques importantes foram muito superiores que o Manchester United, mas após sofrer um gol após erro de Jorginho, a equipe ficou apenas no empate por 1-1 em casa.

Após o apito final Thomas Tuchel falou com a imprensa em Stamford Bridge sobre os dois pontos perdidos.

“Sim [são dois pontos perdidos], com certeza. É difícil imaginar que poderíamos perder isso – ou pontos – porque éramos o melhor time, o time que definia o ritmo, a intensidade, e tinha vitórias [de bola] altas.”“Estamos decepcionados, mas não nos arrependemos. Isso pode acontecer no futebol, nós sabemos disso. Não me sinto bem quando acontece, mas é assim. Eu disse à equipe que estou feliz com o desempenho e a forma como jogamos.”

Jorginho cometeu um erro que foi providencial pro gol do Manchester United, mas cobrou a penalidade que deixou tudo igual no placar. Thomas Tuchel falou sobre o erro do ítalo-brasileiro e sua coragem para cobrar a penalidade.

LONDON, ENGLAND – NOVEMBER 28: Jorginho of Chelsea celebrates after scoring their side’s first goal from the penalty spot during the Premier League match between Chelsea and Manchester United at Stamford Bridge on November 28, 2021 in London, England. (Photo by Clive Rose/Getty Images)

“É muito incomum um erro como esse e sofrer um gol para nós em geral, especialmente por causa do Jorgi. Acho que ele julgou mal a situação e acho que ele estava muito perturbado com as luzes, então ele não viu a bola no final. Foi o que aconteceu.”“É preciso muita coragem e personalidade para não ser afetado durante a partida e ter a coragem de cobrar a penalidade pelo empate em um momento crucial. Estou muito feliz por ele ter feito isso.”

Mesmo com o empate o Chelsea segue na liderança da Premier League, além de ter alcançado as oitavas de finais da UEFA Champions League. Tuchel se mostrou muito satisfeito com o momento da equipe como uma das mais fortes da atualidade.

“Como você pode não estar satisfeito? Estou feliz com a forma como jogamos e feliz com a coragem e intensidade que mostramos. A vontade e ambição… este é um time faminto e um time que joga com muito esforço. Isto é o que eu gosto.”“É emocionante treinar e também emocionante assistir. É assim. Podemos jogar um jogo como contra a Juventus e talvez se não marcarmos o primeiro gol a partir de uma jogada de bola parada ou se Thiago [Silva] não salvar a chance de [Álvaro] Morata em cima da linha é possível que joguemos o mesmo jogo e joguemos com um empate.”“Isso pode acontecer. Não queremos que isso aconteça e nos esforçamos para obter a recompensa por performances como esta. Mas estou absolutamente feliz com o que os jogadores colocaram em campo. Criamos chances, tivemos entregas, tivemos uma quantidade enorme de chutes. Podemos fazer melhor? Sim.”“Tivemos muitas recuperações de bola alta, então talvez possamos criar mais chances a partir dessa superioridade e ganhar a bola? Sim, talvez. Mas ouça, nós nos esforçamos e os espectadores sentem isso.”“Então a energia está certa, a qualidade está certa, e o resultado é o resultado. Hoje não foi a nosso favor. Deveria ter sido, mas temos que aceitar.”

Embora tenha tido um grande volume de jogo, o Chelsea pecou nas finalizações, principalmente com seus homens de frente. Tuchel falou sobre este assunto.

LONDON, ENGLAND – NOVEMBER 28: Callum Hudson-Odoi of Chelsea shoots and misses whilst under pressure from David De Gea of Manchester United during the Premier League match between Chelsea and Manchester United at Stamford Bridge on November 28, 2021 in London, England. (Photo by Shaun Botterill/Getty Images )

“Acho que ainda vemos que ele [Werner] não joga há muito tempo, então podemos esperar que ele esteja no auge absoluto? Não, não podemos. É o que esperamos neste momento.”“Ele parecia muito afiado no treinamento, marcou muitos gols nos últimos dois treinos, por isso fui atrás do meu instinto e o coloquei em campo e esperava que ele pudesse machucar os dois zagueiros centrais.”“Foi uma decisão para o Timo porque ele parecia muito afiado e marcou o gol contra a Juventus e achávamos que ele poderia ser a ameaça decisiva no meio. Não é fácil para ele hoje e você pode ver que ele não esteve alguns jogos [recentes] e daqui vamos nós.”

Mencionados neste artigo

Saiba mais sobre o veículo