Terça de protestos, renúncia, saída dos ingleses e Superliga suspensa

Logo: OneFootball

OneFootball

OneFootball

Imagem do artigo: https://image-service.onefootball.com/crop/face?h=810&image=https%3A%2F%2Fwp-images.onefootball.com%2Fwp-content%2Fuploads%2Fsites%2F13%2F2021%2F04%2Fimago1002234059h-1000x654.jpg&q=25&w=1080

Cerca de 48h após ter sido oficializada, a Superliga Europeia sofreu um duro golpe com a saída dos seis clubes ingleses, o que fez a competição ser suspensa.

Veja abaixo os principais eventos desta terça (20).

Sobraram críticas e protestos, renúncia de dirigente e muito mais até os movimentos que levaram ao comunicado que confirmou a necessidade de “reconsiderar os passos para redesenhar o projeto” da iniciativa.


👎🏼 23h30 – Conembol ficou contra a Superliga

Alejandro Domínguez, presidente da Conmebol, enviou uma carta para Aleksander Ceferin, o principal dirigente da Uefa.

E criticou durante a agora suspensa Superliga, garantindo que a mesma “destruirá a esperança de jogadores e amantes do futebol em todo o mundos”.

“Não tenho dúvidas de que o projeto da Superliga Europeia, desde a sua concepção, é claramente exclusivo e se afasta do modelo desportivo, colaborativo e inclusivo que as nossas instituições estão promovendo atualmente”, completou Domínguez.


❌ 22h15 – Clubes de Milão vão sair

Não é somente a Inter de Milão que está decidida a deixar a Superliga.

Ao jornalista italiano Fabrizio Romano, o clube teria até se pronunciado: “Nós não estamos mais interessados no projeto”.

E o portal britânico The Athletic confirmou que o Milan seguirá o mesmo caminho.


⚠️ 21h15 – Superliga está suspensa

O baque foi grande com a saída de metade dos clubes fundadores.

E a Superliga Europeia emitiu comunicado na madrugada desta quarta na Europa. Confirmando que a competição está suspensa.

O texto começa garantindo que que está a entidade está “convencida de que o atual status quo do futebol europeu precisa de mudar”.

E encerra afirmando que “dadas as atuais circunstâncias, devemos reconsiderar os passos para redesenhar o projeto, tendo sempre em mente os nossos objetivos de oferecer aos torcedores a melhor experiência possível”.

Restam apenas Atlético Madrid, Barcelona, Inter de Milão, Juventus, Milan e Real Madrid na iniciativa.


👀 21h – Chelsea oficializa saída

A torcida do Chelsea comemorou quando tomou conhecimento de que o clube deixaria a Superliga.

Mas oficialização demorou algumas horas. E veio já na madrugada desta quarta.

Em comunicado oficial, o clube londrino afirmou ter tido tempo para “considerar o assunto” e entendeu que sua continuidade não seria o melhor para os “interesses do clube, de nossos torcedores ou da comunidade futebolística em geral”.


🇮🇹 20h05 – Inter, o primeiro italiano a sair?

Parte da imprensa italiana e a rádio espanhola Cadena SER afirmam que a Inter de Milão também deixará a Superliga Europeia.

O anúncio estaria sendo preparado.

O City foi o primeiro dos 12 fundadores e sair da iniciativa oficializada na madrugada de segunda.

Arsenal, Liverpool, Manchester United e Tottenham saíram na sequência.


👀 19h12 – E o Barça, Piqué?

O primeiro jogador do Barcelona a se pronunciar sobre a Superliga foi Piqué, um dos líderes do elenco.

E o zagueiro espanhol comemorou a decisão tomada pelo cinco clubes ingleses que deixaram a competição.

“O futebol pertence aos torcedores. Hoje mais do que nunca”, escreveu Piqué em seu perfil no Twitter.

O Barça segue no torneio até o momento.


❌ 19h05 – Cinco dos seis ingleses deixam a Superliga

O primeiro clube a desistir da seguir na competição foi o Manchester City.

E, depois, Arsenal, Liverpool, Manchester United e Tottenham anunciaram as suas respectivas saídas.

Resta, portanto, apenas uma manifestação do Chelsea, que segue no grupo – por enquanto.

O Arsenal, por exemplo, afirmou ter cometido um erro e pediu desculpas.


🔴 17h20 – United anuncia saída de executivo

Ed Woodward vai deixar o cargo de vice-presidente executivo do Manchester United no fim de 2021.

Através de nota oficial, o clube inglês confirmou a informação, divulgada inicialmente pelo The Athletic.

O site afirma que as fortes críticas de torcedores, imprensa, ex-atletas e jogadores a respeito da criação da Superliga foram a principal razão para a saída do mandatário.


🔴 17h10 – Elenco do Liverpool se posiciona

O meia Jordan Henderson liderou o elenco do Liverpool num forte comunicado lançado nas redes sociais.

O capitão inglês publicou um texto no Twitter condenando a Superliga. Logo depois, o mesmo post foi feito pelos demais jogadores dos Reds como Alexander-Arnold, Milner, Van Dijk, Alisson, Thiago, entre outros.

“Não gostamos e não queremos que aconteça. Essa é a nossa posição coletiva. Nosso compromisso com o futebol e com seus torcedores é absoluto e incondicional”, disse.


👎 16h30 – Barça também fora?

O Diário Sport, um dos mais importantes da Catalunha, publicou que já um debate interno no Barcelona para que o clube siga os exemplos de Manchester City e Chelsea e também peça a saída da Superliga.


👎 16h – Executivo do United renuncia, diz site

Segundo reportagem do The Athletic, Ed Woodward renunciou ao cargo de vice-presidente executivo do Manchester United.

As fortes críticas de torcedores, imprensa, ex-atletas e jogadores a respeito da criação da Superliga foram a principal razão. Woodward deve deixar o posto no clube inglês no fim de 2021, de acordo com o site.


🚨 15h30 – Desistência?

A notícia da tarde desta terça-feira (20) é que Chelsea e Manchester City, que fazem parte dos 12 clubes fundadores da nova competição, estão preparando um documento solicitando a saída do torneio.

A repercussão negativa e os protestos dos torcedores foram as principais razões para a decisão dos dois clubes.

Em instantes mais informações.


💂‍♀️ 14h – Protestos em Londres

A partir das 16h (Brasília), Chelsea x Brighton se enfrentam no Stamford Bridge pela 32ª rodada da Premier League.

Antes da partida, cerca de 1 mil torcedores dos Blues fizeram fortes protestos contra a participação do clube na Superliga. Uma faixa “vergonha de Londres” foi estendida.

O ex-goleiro e atual diretor-técnico do Chelsea, Petr Cech precisou conversar com a torcida, que impedia o ônibus do clube de entrar no estádio: “Deixe me resolver isso. Dê tempo às pessoas”, disse Cech.


👀  13h – Van Dijk contra?

Segue aumentando o grupo de jogadores dos próprios fundadores da Superliga que indica ser contra a nova competição.

Virgil Van Dijk curtiu no Twitter um post de Gary Lineker. Na publicação,  o comentarista diz que o “futebol não é nada sem os fãs, e que se os torcedores se posicionarem contra a Superliga, o torneio pode não acontecer”.

Imagem do artigo: https://image-service.onefootball.com/resize?fit=max&h=942&image=https%3A%2F%2Fwp-images.onefootball.com%2Fwp-content%2Fuploads%2Fsites%2F13%2F2021%2F04%2FScreenshot-2021-04-20-at-18.21.06.png&q=25&w=1080

🇬🇧 11h05 – Premier League divulga nota

A Premier League se reuniu hoje com a Federação Inglesa e também com os 14 clubes da primeira divisão que não fazem parte da Superliga.

Naturalmente, o grupo do “Big Six” – Arsenal, Chelsea, Liverpool, City, United e Tottenham – não participou das conversas por fazer parte da criação da nova liga.

A entidade divulgou um comunicado condenando a criação da competição europeia e dizendo “considerar todas as ações disponíveis para impedir o progresso” do torneio.

Confira a nota completa!

A Premier League, ao lado da FA, se reuniu com os clubes hoje para discutir as implicações imediatas da proposta da Superliga. 

Os 14 clubes presentes rejeitaram de forma unânime e enérgica os planos para a competição.

A Premier League está considerando todas as ações disponíveis para impedir o seu progresso, bem como responsabilizar os acionistas envolvidos de acordo com suas regras.

A Liga vai continuar a trabalhar com as principais partes interessadas, incluindo grupos de adeptos, Governo, Uefa, FA, EFL, PFA e LMA para proteger os melhores interesses do jogo e apelar aos clubes envolvidos na competição proposta para cessarem o seu envolvimento imediatamente.

A Premier League gostaria de agradecer aos fãs e todas as partes interessadas pelo apoio que demonstraram esta semana nesta questão significativa.

A reação prova o quanto a nossa pirâmide aberta e a comunidade do futebol significam para as pessoas.


🇩🇪 11h02 – ‘Champions é a melhor competição’, diz Bayern

O Bayern de Munique se pronunciou de maneira forte em nota divulgada há pouco.

Os alemães disseram “rejeitar a Superliga”.

Todos ainda nos lembramos com carinho da nossa vitória na Champions League em Lisboa em 2020, um momento tão feliz que nunca é esquecido. Para o Bayern, a Champions League é a melhor competição de clubes do mundo.

Karl-Heinz Rummenigge, CEO do Bayern de Munique


10h30 – 🗣️ Henderson convoca capitães

O repórter Mike Keegan publicou no Twitter que Jordan Henderson, capitão do Liverpool, convocou todos os outros capitães dos 20 clubes da Premier League para uma discutir uma “resposta à Superliga”.


10h10 – 👎 Rashford faz post

Conhecido por seu engajamento em várias causas sociais no Reino Unido, Marcus Rashford fez um post no Twitter com tom crítico à Superliga – da qual o Manchester United, time do atacante, faz parte.

O jogador publicou uma foto, na qual é exibida uma frase do lendário técnico dos Reds Devils Matt Busby: “O futebol não é nada sem os fãs”.


👎 10h01 – Presidente da Fifa é duro com os clubes

Em discurso no 45º congresso da Uefa, nesta terça, o presidente da Fifa, Gianni Infatino criticou a exclusividade da competição e citou os valores da Federação Internacional.

Imagem do artigo: https://image-service.onefootball.com/resize?fit=max&h=720&image=https%3A%2F%2Fwp-images.onefootball.com%2Fwp-content%2Fuploads%2Fsites%2F13%2F2021%2F04%2Fimago1002227755h-1536x1024.jpg&q=25&w=1080

“Quero ser extremamente claro. A Fifa é uma organização assente nos verdadeiros valores do esporte. Ontem, lemos coisas sobre guerra e crime sobre o esporte que todos amamos. Só podemos desaprovar fortemente a Superliga Europeia, que é uma loja fechada, uma fuga das atuais instituições.”


🚨10h00 – Um resumo da segunda

O início da semana foi de protestos no mundo do futebol.

Torcedores, atletas e ex-jogadores se manifestaram em peso condenando a criação da Superliga. Por outro lado, o presidente do Real Madrid e também primeiro mandatário da nova competição, Florentino Pérez defendeu a iniciativa em entrevista.

Imagem do artigo: https://image-service.onefootball.com/resize?fit=max&h=769&image=https%3A%2F%2Fwp-images.onefootball.com%2Fwp-content%2Fuploads%2Fsites%2F13%2F2021%2F04%2Fimago0037897065h-2048x1457.jpg&q=25&w=1080

Foto de destaque: IMAGO / PA Images