Surpresas e decepções: quem chamou a atenção no Palmeiras em 2020

Logo: OneFootball

OneFootball

Marcos Monteiro

Imagem do artigo: https://image-service.onefootball.com/crop/face?h=810&image=https%3A%2F%2Fwp-images.onefootball.com%2Fwp-content%2Fuploads%2Fsites%2F13%2F2021%2F02%2F2020-Brasileirao-Series-A-Palmeiras-v-Corinthians-Play-Behind-Closed-Doors-Amidst-the-Coronavirus-COVID-19-Pandemic-1613909702-1000x750.jpg&q=25&w=1080

A temporada 2020 foi uma que entrou para a história do Palmeiras. O Verdão jogou todos os jogos possíveis e com os jogos da final da Copa do Brasil terá fechado a temporada como a equipe com mais partidas no futebol brasileiro.

Da maneira com a qual a temporada do Palmeiras foi se desenvolvendo, da contratação equivocada de Luxemburgo ao título da Libertadores, o palmeirense, sem dúvida, pode afirmar que o Palmeiras, como um todo, foi uma surpresa.

Mas ao olhar atentamente para o ano do Verdão, pode-se identificar alguns pontos fora da curva. Para facilitar a sua vida, o OneFootball está aqui e te mostra as surpresas e decepções do Palmeiras em 2020.

Decepções

É difícil achar um consenso entre aquilo que deixou a desejar no Palmeiras em 2020. Mas há alguns pontos:

1. Mercado de transferências

Imagem do artigo: https://image-service.onefootball.com/resize?fit=max&h=671&image=https%3A%2F%2Fwp-images.onefootball.com%2Fwp-content%2Fuploads%2Fsites%2F13%2F2021%2F02%2FPalmeiras-v-Chapecoense-Brasileirao-Series-A-2019-1613909549.jpg&q=25&w=1080

O Palmeiras não foi bem no mercado. Perdeu seu ídolo e melhor jogador no começo do ano e não repôs à altura. Acertou com Rony, que foi bem na Libertadores, mas demorou para engrenar. O camisa 11 alterna bons momentos e erros básicos.

Meia e lateral-direito? Nunca nem vi. As duas posições mais problemáticas do Verdão não tiveram peças, o que impactou diretamente no desempenho dos times de Luxa e Abel.

2. Lucas Lima

Salário alto e futebol baixo. O que não faltou em 2020 foi chances para Lucas Lima finalmente desencantar e virar o armador do Palmeiras. O meia, porém, deixou a desejar – mais uma vez. O camisa 20 deveria ser o primeiro a ser liberado ao fim da temporada.


Surpresas

Em um ano bom, encontrar boas surpresas não é exatamente um desafio. Porém, em ano de pandemia, o Verdão chamou a atenção também fora de campo.

1. Diretoria

Constantemente criticada, a diretoria do Palmeiras acertou em cheio ao longo de 2020, principalmente na maneira com a qual lidou com os impactos da pandemia de Covid-19. O Verdão não demitiu nenhum funcionário e reduziu o salário dos atletas para que pudesse manter a folha de pagamento dos demais trabalhadores de forma integral.

Não fez nenhuma loucura financeira e manteve um balanço satisfatório, mesmo sem a importante receita de bilheteria.

2. Abel Ferreira

O português chegou ao Palmeiras como uma aposta e sequer era a primeira opção da diretoria, que foi atrás de nomes como Miguel Ángel Ramírez e Gabriel Heinze. Porém, Abel, em sua primeira entrevista, mostrou que sabia o que estava fazendo.

Dentro de campo o time passou por uma revolução, chegando ao título da Libertadores e às finais da Copa do Brasil. O desempenho caiu em 2021, mas menos por culpa do técnico e mais por conta do inevitável desgaste físico.

3. A base

Não é exatamente uma surpresa, porque a geração de Verón, Wesley, Gabriel Menino, Danilo e Patrick de Paula ganhou tudo nas categorias de base. Mas, a facilidade com a qual os jovens do Palmeiras assumiram a responsabilidade e encantaram, é surpreendente.

Verón sofreu com lesões ao longo do ano, mas desde o final do Brasileirão de 2019 mostrava que teria espaço. Chegou a ser comparado a Neymar por Abel Ferreira. Patrick de Paula comandou o time na final do Paulistão contra o maior rival, enquanto Gabriel Menino destruiu o River Plate na Argentina e acumulou convocações à Seleção Brasileira.

Wesley, no momento de baixa de Rony, se mostrou pronto para assumir a ponta esquerda. Infelizmente o atacante sofreu uma séria lesão que o tirou do momento mais decisivo do Palmeiras no ano. Enquanto Danilo apareceu para fechar o meio de campo em alto nível e deu o lançamento incrível para a assistência de Rony na final da Libertadores.