STJD denuncia Gabigol e Nino, que podem prejudicar dupla Fla-Flu | OneFootball

Icon: Jogada10

Jogada10

·02 de dezembro de 2023

STJD denuncia Gabigol e Nino, que podem prejudicar dupla Fla-Flu

Imagem do artigo:STJD denuncia Gabigol e Nino, que podem prejudicar dupla Fla-Flu

O Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) denunciou Nino e Gabigol pelas expulsões no clássico entre Flamengo e Fluminense de 11 de novembro e que teve o placar final de 1 a 1 no Maracanã. Tanto o atacante quanto o zagueiro passarão por julgamento na próxima terça-feira (5/12), às 10h (de Brasília) na sede do órgão, no Centro do Rio de Janeiro.

Em caso de punição, ambos podem se tornar desfalques no dia seguinte (quarta), que marca a rodada de encerramento do Campeonato Brasileiro.


Vídeos OneFootball


A denúncia em relação a Gabigol se deu com base em três artigos do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD): 250 (praticar ato desleal ou hostil durante a partida), com pena de suspensão de um a três jogos; o 258, §2º, inciso II (desrespeitar os membros da equipe de arbitragem, ou reclamar desrespeitosamente contra suas decisões), que prevê suspensão de um a seis jogos; e o 184 (duas ou mais infrações nas quais as penas podem ser cumulativas).

Imagem do artigo:STJD denuncia Gabigol e Nino, que podem prejudicar dupla Fla-Flu

Gabigol e Nino se desentenderam no último Fla-Flu, pelo Brasileirão – Foto: Reprodução redes sociais

O árbitro Wilton Pereira Sampaio fez constar na súmula para a expulsão do atacante rubro-negro “ação ofensiva ao ir de encontro ao adversário dando uma peitada e gerando um conflito” e que “o referido atleta após o término da partida ingressou o campo de jogo indo ao encontro da equipe de arbitragem proferindo repetidas vezes as seguintes palavras: ‘Quero saber por que você me expulsou?'”.

Dupla já cumpriu suspensão automática

Nino, por outro lado, responderá no mesmo artigo 250 do CBJD (ato desleal ou hostil) e também corre risco de levar gancho de um a três jogos. A justificativa relatada na súmula para a expulsão do zagueiro tricolor foi “ir de encontro ao seu adversário, após receber uma peitada do mesmo, segurar com as duas mãos o pescoço do referido adversário, por duas vezes, de forma agressiva e hostil, gerando um ato conflitivo entre eles e os jogadores de ambas as equipes”.

Ambos, aliás, cumpriram as suspensões automáticas na rodada seguinte ao clássico carioca. Portanto, caso recebam pena mínima, estão livres para jogar a última rodada.

Em caso de punição maior, a dupla estará fora da 38ª rodada em que o Flamengo visita o São Paulo, no Morumbi, e o Fluminense recebe o Grêmio, no Maracanã. Este, aliás, será o último compromisso do Tricolor antes do Mundial de Clubes.

Siga o Jogada10 nas redes sociais: TwitterInstagram e Facebook.

Saiba mais sobre o veículo