Southgate assume responsabilidade por goleada sofrida pela Inglaterra: “Foi uma noite de castigo” | OneFootball

Southgate assume responsabilidade por goleada sofrida pela Inglaterra: “Foi uma noite de castigo”

Logo: Trivela

Trivela

A derrota da Inglaterra por 4 a 0 para a Hungria foi pesada. O time comandado por Gareth Southgate assumiu toda a responsabilidade pelo péssimo desempenho, isentando os jogadores. O treinador lembrou da pressão sofrida por seus antecessores e continua projetando a Inglaterra em um grupo de seleções que brigará por título na Copa.

“Foi uma noite de castigo. Não perdemos muitas partidas e quando você perde tanto com a Inglaterra, vai ser muito, muito doloroso”, afirmou o treinador inglês. “Sinto pelos jogadores porque nos dois jogos contra os húngaros em particular, eu escolhi times tentando equilibrar o elenco, dando oportunidades a jovens jogadores, e eu não consegui o equilíbrio certo para que eles tivessem um desempenho no nível que precisavam para vencer essas partidas”.

“Os jogadores foram fantásticos. A responsabilidade fica comigo. Foi muito difícil colocar o time mais forte em todos os jogos, então usamos para nos prepararmos para o Catar. Mas é claro que uma noite como esta é muito difícil e é importante tirar isso dos ombros deles porque a responsabilidade é toda minha”, continuou Southgate.

Durante o jogo, os torcedores fizeram críticas diretas a Southgate, dizendo que ele não sabia o que estava fazendo e que seria demitido no dia seguinte. “Eu tenho que aceitar que o próximo período será desagradável e desconfortável, mas você não consegue ter seis anos no cargo como tenho e não ter noites difíceis”, afirmou.

“Conhecia o trabalho antes de aceitá-lo. Eu diria que a mudança de tom aconteceu em 10 dias, não em 11 meses, mas eu vi meus antecessores passarem por isso e eu sei que grandes pessoas como sir Bobby Robson, o que ele precisou passar e como ele era visto no final ao levar o time a uma semifinal de Copa do Mundo”, continuou o treinador.

“Futebol é emocional, as pessoas pagam para vir e assistir, irão dar uma opinião. O time não foi capaz de entregar uma boa atuação nesta noite, esta é minha responsabilidade, então, se a crítica vier em minha direção, tenho que lidar com isso”, disse ainda Southgate.

“Sempre dissemos que estamos em um grupo de equipes que podem brigar pelo título. Não acho que isso está diferente. Outros grandes times tiveram períodos de dificuldades nesta competição, tem sido uma sequência única de circunstâncias para cada país ter que lidar. Estou olhando para o equilíbrio pela Europa e houve países em situação similar”, afirmou Southgate.

O técnico da Hungria deu uma declaração das mais curiosas depois do jogo. O italiano Marco Rossi comemorou que a sua equipe está em primeiro no grupo e comemoraria a vitória assistindo aos Red Hot Chilli Peppers nesta quarta-feira, em Budapeste, justamente no Puskas Stadium, onde a seleção húngara manda seus jogos. “Quando eu morrer, espero que o mais tarde possível, espero que haja um minuto de silêncio nos estádios na Hungria, e isso será uma grande conquista para mim”, declarou o técnico.

Mencionados neste artigo

Saiba mais sobre o veículo