Simeone: “Os adversários nos conhecem. Precisamos buscar outros caminhos” | OneFootball

Simeone: “Os adversários nos conhecem. Precisamos buscar outros caminhos”

Logo: Trivela

Trivela

O Atlético de Madrid entrou na temporada como atual campeão espanhol, reforçado e com seus principais rivais passando por dificuldades. É natural que haja expectativas. O momento não é dos melhores, com apenas uma vitória nos últimos quatro jogos, e o diagnóstico de Diego Simeone é que os caminhos que o seu time encontrava para chegar ao gol na temporada passada agora são conhecidos pelo adversário e novos precisam ser encontrados.

Os colchoneros emendaram empates por 0 a 0 contra o Porto, pela Champions League, e Athletic Bilbao, ganharam do Getafe por 2 a 1, e foram derrotados pelo Alavés, por 1 a 0, no último final de semana. Os únicos gols dessa sequência forma marcados por Luis Suárez, mas nos 15 minutos finais, meio no sufoco, e com superioridade numérica.

Reforçado por Rodrigo de Paul, Matheus Cunha e Antoine Griezmann, Simeone segue armando o seu time com três zagueiros, um volante, dois meias, dois alas e dois atacantes. Contra o Getafe, começou no 4-2-3-1. O título da temporada passada foi conquistado com 67 gols, o segundo melhor ataque da competição, ao lado do Real Madrid.

“Em vários jogos, o adversário tem nos tirado espaços para que tenhamos que propor mais o jogo com a posse de bola. O melhor jogo foi contra o Villarreal (2 x 2), que também se refugiou para aproveitar os espaços que deixávamos. Contra o Athletic, foi feito um jogo muito bom e, nessa linha, devemos crescer”, disse, na véspera de enfrentar o Milan pela Champions League.

“Estamos vindo de uma temporada em que muitas das situações que agora são geradas são conhecidas e trabalham em consequência das nossas virtudes. Temos que evoluir e buscar outros caminhos que surpreendam. Manter a agressividade que sempre nos fez competitivos nas duas áreas. Além do posicionamento, de como pressionamos, como superamos as linhas, a diferença está nas duas áreas e ali temos que ser agressivos para competirmos como desejamos”, completou.

Essas dificuldades mais recentes não derrubaram o ânimo do vestiário, segundo Simeone, e seu foco está no jogo contra o Milan, muito importante para a classificação em um grupo tão difícil e especialmente após o empate contra o Porto, em casa, na primeira rodada.

“Temos gente experiente, com caráter e que joga muito bem e entende que há resultados diferentes neste jogo e situações diferentes durante a temporada. Virá um jogo muito importante pela Champions e sempre esperamos o melhor. Queremos mais. O Milan fez um grande jogo em Liverpool (derrota por 3 x 2) e tem um treinador com algumas características e que sabe passá-las ao time. Será duro”, encerrou.

Saiba mais sobre o veículo