Sevilla aposta no jovem defensor Tanguy Nianzou, do Bayern, para seguir reconstruindo sua defesa | OneFootball

Sevilla aposta no jovem defensor Tanguy Nianzou, do Bayern, para seguir reconstruindo sua defesa

Logo: Trivela

Trivela

Sai um francês, chega outro. Nesta quarta-feira, o Sevilla anunciou a contratação do jovem zagueiro Tanguy Nianzou, que estava no Bayern de Munique, para reforçar uma defesa que ficou desfalcada de Jules Koundé, vendido ao Barcelona, e Diego Carlos, negociado com o Aston Villa. A prioridade do diretor de futebol Monchi era entregar uma nova dupla de zaga ao técnico Julen Lopetegui.

Koundé e Carlos foram titulares na última temporada, os dois jogadores do Sevilla que mais tempo ficaram em campo. Diante de tanta estabilidade, houve pouco espaço para outros zagueiros. Karim Rekik teve algumas oportunidades, e os volantes Fernando e Nemanja Gudelj foram improvisados algumas vezes.

Monchi ficou muito impressionado com a defesa do Galatasaray porque, após trazer o brasileiro Marcão, estava negociando a contratação do dinamarquês Victor Nelsson. Não conseguiu fechar uma taxa de transferência satisfatória com o clube turco e voltou as atenções a Nianzou, uma promessa do futebol francês com passagem por duas potências: PSG e Bayern de Munique.

A base foi feita em Paris. Nianzou estreou em 2019 (curiosamente contra o Galatasaray) e fez 13 jogos, com três gols, antes de sair para o Bayern. Sofreu com lesões em sua primeira temporada, na qual disputou apenas seis partidas, mas teve mais espaço na segunda, como uma peça de rotação. No total, defendeu os bávaros 28 vezes. Tem uma experiência considerável para um rapaz de 20 anos.

Com 1,91 metros, é forte na bola aérea e tem técnico para sair jogando com qualidade, tanto que pode também ser usado como volante. O Bayern o vendeu por € 16 milhões, mais € 4 milhões em variáveis, e sabe que ele tem potencial. Insistiu em manter cerca de 25% dos seus direitos econômicos e incluiu no contrato uma cláusula de recompra para ter prioridade caso Nianzou exploda.

Como Koundé, que foi contratado do Bordeaux, em 2019, por um valor bem mais alto, e se tornou um dos mais promissores zagueiros do mundo antes de ser vendido ao Barcelona nesta janela de transferências por um bom lucro. Nianzou segue um perfil comum do Sevilla: investimento para ter retorno lá na frente. Enquanto isso, será uma opção interessante para os objetivos do time de Lopetegui.

Mencionados neste artigo

Saiba mais sobre o veículo