Série C: Campinense é o primeiro clube rebaixado em 2022 | OneFootball

Série C: Campinense é o primeiro clube rebaixado em 2022

Logo: Esporte News Mundo

Esporte News Mundo

Após empatar jogo contra o Floresta-CE, o Campinense está rebaixado e disputará a Série D em 2023. O clube paraibano tem mais uma partida na competição e já não pode alcançar o próprio adversário de hoje, que é o primeiro fora do Z-4, com quatro pontos na frente.

LEIA TAMBÉM:

  • Série C: técnico do Confiança critica gramado do estádio do Brasil de Pelotas; clube sergipano é derrotado
  • Em alta no Paysandu, Marcelinho projeta sequência do time na Série C

O Campinense até começou bem a atual edição da Série C, com duas vitórias e estando na parte de cima da tabela, porém, deu atenção às fases de mata-mata do estadual e não teve o foco total na competição nacional. Após o título do Campeonato Paraibano, conquistado diante do Botafogo-PB na final, o clube tinha apenas a terceira divisão brasileira, mas não conseguiu reagir e culminou no rebaixamento.

Durante esse péssimo momento, houve a demissão do treinador Ranielle Ribeiro, após derrota para o Botafogo-SP na 13ª rodada. Para o lugar, foi contratado Flávio Araújo. Naquele momento, a equipe estava com 12 pontos e faltava seis rodadas, ou seja, ainda dava para se recuperar, todavia a recuperação não ocorreu. Em cinco jogos, mais três derrotas, apenas uma vitória e o empate de hoje.

Em números gerais, o Rubro-Negro paraibano acumulou 16 pontos em 18 confrontos, com quatro vitórias, quatro empates e a maioria dos resultados, 10 no total, de derrotas.

A Raposa, que demorou 10 anos para sair do “buraco” da Série D, até conquistar o acesso no ano passado, está de volta para a quarta divisão do futebol brasileiro. Entre todas as divisões do Brasil que tem rebaixamento (A, B e C), o time de Campina Grande é o primeiro rebaixado.

Siga o Esporte News Mundo no Twitter, Facebook, Instagram e YouTube

TREINADOR FALOU

Flávio Araújo, em entrevista após o duelo de hoje, lamentou o resultado e reclamou da arbitragem:

“Foi um jogo muito disputado. Nosso time lutou, procurou diminuir os espaços, procurou jogar, mas não encontramos facilidade. Nós estávamos com uma jogada maravilhosa, troca de passes pela direita, o Willian saiu na cara do gol, ele toca na bola, o goleiro claramente faz a falta, é pênalti dentro da grande área e infelizmente o árbitro não marcou. O pênalti em cima do Willian não foi difícil, foi claríssimo. Infelizmente não conseguimos o que determinamos a fazer, que era a vitória. Se não fosse o árbitro e o assistente número 1, nós tínhamos ganhado o jogo”, exclamou.

Mencionados neste artigo

Saiba mais sobre o veículo