Sem Nenê, Meninos da Colina assumem protagonismo no jogo desta quinta | OneFootball

Sem Nenê, Meninos da Colina assumem protagonismo no jogo desta quinta

Logo: Papo na Colina

Papo na Colina

Além do veterano meia, Yuri Lara também está fora por estar suspenso

Luiz Nascimento

Sem Nenê, suspenso por ter tomado o terceiro cartão amarelo, o Vasco não terá em Bruno Nazário, substituto natural do veterano, o grande protagonista do jogo contra o Guarani nesta quinta-feira. Quatro pratas da casa que vivem um bom momento prometem chamar a atenção na partida em Manaus: Juninho, Gabriel Pec, Figueiredo e Andrey Santos.

A escalação do jovem quarteto só deverá ser possível graças a outro desfalque para o técnico Zé Ricardo: Yuri Lara, também fora da partida após ter recebido o terceiro cartão amarelo contra o Bahia, deve dar lugar a Juninho.

Os quatro têm se destacado nos últimos jogos do Cruz-maltino. Andrey, o mais jovem deles, com 18 anos, virou titular há quatro rodadas, contra a Ponte Preta. Por coincidência, desde que o segundo volante entrou em campo, o Vasco emendou 3 vitórias e empatou apenas uma vez.

Gabriel Pec, com 21 anos, é peça tática importante do time. Possui uma grande participação defensiva, com desarmes tanto no ataque, quanto na linha defensiva. Figueiredo, de 20 anos, tem crescido no ataque e no último domingo, contra o Bahia, fez seu primeiro gol como profissional.

Juninho é o único dos quatro que atualmente é reserva. Com 21 anos, perdeu a posição justamente para Andrey, após uma lesão, mas tem entrado no decorrer das partidas, como no jogo do último domingo, quando substituiu justamente Andrey Santos.

Os quatro são ativos muito valiosos que o time de São Januário tem para o futuro e uma boa temporada do elenco vascaíno neste ano, incluindo um acesso à Série A, deve valorizá-los para uma transferência no futuro. O mais valorizado dos quatro é Andrey, que é alvo de gigantes europeus, como o Barcelona e o City Group, dono do Manchester City e em tratativas para compra do Bahia, do Brasil. Seu contrato vai até agosto de 2023 e as partes conversam para ampliar até 2027, como já noticiado pelo Papo na Colina.

— Levo isso de forma muito tranquila. Tento fazer a minha parte da melhor maneira possível. Eu creio que, em breve, vai estar tudo resolvido, disse Andrey, em entrevista ao jornal Extra, do Grupo Globo.

Se vencer, o Vasco empata em número de pontos com o líder Cruzeiro, porém, fica atrás no número de vitórias (5 da Raposa contra 3 do Cruz-maltino).

Mencionados neste artigo

Saiba mais sobre o veículo