Sem garantias, Santos tem dificuldade para negociar com a Receita da Espanha

Logo: Gazeta Esportiva.com

Gazeta Esportiva.com

Imagem do artigo: https://image-service.onefootball.com/crop/face?h=810&image=https%3A%2F%2Fwww.gazetaesportiva.com%2Fwp-content%2Fuploads%2Fimagem%2F2021%2F07%2F19%2F000_9EK9QL-scaled.jpg&q=25&w=1080

Santos tem dificuldade para negociar um acordo com a Receita da Espanha por impostos não pagos na venda de Neymar ao Barcelona em 2013.

O Fisco cobra 2,7 milhões de euros (R$ 16,7 mi). O valor foi acrescido de multa e juros ao longo dos anos. A atual diretoria se surpreendeu com a notificação em julho.

“Não pagaram os impostos de 2,5 milhões de euros à época. E não se colocou nenhuma fiança para contestar naquele momento. A situação é crítica para recorrer. Temos que arrumar uma garantia”, diz o presidente Andres Rueda.

Para evitar novas punições na Fifa, o Santos busca acordo. A dívida existir há oito anos e não ter um “fiador” prejudica a negociação.

Mencionados neste artigo
Saiba mais sobre o veículo