Seleção Brasileira empata e Pia mostra confiança: ‘Nós cometemos erros, mas nós marcamos’ | OneFootball

Seleção Brasileira empata e Pia mostra confiança: ‘Nós cometemos erros, mas nós marcamos’

Logo: Esporte News Mundo

Esporte News Mundo

Terminou no empate! Após a última derrota, a Seleção Brasileira e a Austrália voltaram a se enfrentar no amistoso para a preparação da Copa do Mundo de 2023, no CommBank Stadium, em Sidney (Austrália). Na manhã desta terça-feira, entretanto, o resultado foi diferente e terminou em um empate de 2 a 2.

O jogo contou com um melhor desempenho da equipe brasileira em comparação com o último confronto, que aconteceu no sábado (23) e terminou em 3 a 1 para as australianas. A técnica da Seleção Brasileira, Pia Sundhage, concedeu uma coletiva de imprensa após o jogo e comentou a respeito da atuação do meio campo da equipe na partida desta terça-feira.

– Eu estou muito feliz com a forma como o meio campo jogou. Angelina e a Duda, e o meio campo todo, eu acho que foi muito bem. Uma coisa que aconteceu comparado com o primeiro jogo é que elas tiveram mais as bolas áreas, tivemos mais jogadas técnicas, então eu fiquei muito feliz. Olhando para o futuro essas duas estão muito bem, mas eu acho que vamos ter mais chances para testar o meio campo. Então fico feliz de ver quem jogou bem.

A treinadora da Seleção Brasileira também respondeu quando foi perguntada sobre o aproveitamento de jogadas aéreas, que são um dos pontos fracos da equipe adversária, e sobre o que faltou para aumentar o placar a favor do Brasil.

– Quando a gente fala do primeiro gol que a gente recebeu eu não fiquei feliz. A gente sabe defender essas situações e eu estou esperando mais capricho. Eu espero que isso seja uma lição a ser aprendida. E eu acho que na metade do primeiro tempo elas ganharam bem, criamos algumas chances ali na pequena área. Mas como você disse, a gente precisa marcar mais gols. Eu acho que é sobre atacar mais ou chegar mais perto da primeira área. Eu acho que poderíamos ter tomado melhores decisões e abrir mais ali no centro para criarmos melhores chances. Então, eu acho que tem espaço para melhorias, sem dúvidas, mas eu estava feliz com o ataque em geral tanto no primeiro como no segundo tempo. […] Eu acho que esse jogo foi melhor que o primeiro e elas melhoraram. Tiveram um desempenho bem melhor. Eu acho que o que precisa melhorar são os passes finais e tomar melhores decisões. Eu acredito que se nós tivermos mais chances de nos prepararmos para a Copa América, se tivermos um time mais coeso e mais treinos, então a gente vai conseguir melhorar e fazer com que seja menos difícil.

Além disso, Pia Sundhage também falou sobre uma possível vitória da Seleção Brasileira na próxima Copa América:

– Eu acho que nós conseguimos e podemos ganhar a Copa América. E eu realmente acredito que para a Copa do Mundo, a Olimpíada, as jogadoras novas podem fazer desse time um time excelente. Eu ainda nem falei da Marta aqui. Eu acho que fez um jogo muito bom e ela pode trazer um melhor desempenho das outras jogadoras. Depois desses dois jogos nos estamos realmente olhando o meio campo. Se nos juntarmos isso acho que teremos a chance de ter mais bolas altas e atacar melhor.

OUTROS DESATQUES DA COLETIVA

Para saber tudo sobre a Seleção Brasileira, siga o Esporte News Mundo no TwitterFacebook e Instagram.

Sobre Antônia:

– Eu gostei muita da forma como ela jogou, tanto no meio campo como também na lateral. Ela é uma boa jogadora e pode jogar tanto no centro como na lateral também [mesmo sendo zagueira]. […] Acho que a Antônia pode jogar em duas posições diferentes. Ou até mesmo três. Ela pode jogar no meio campo também. Porque ela lê o jogo muito bem, tem uma técnica muito boa e ataca e defende muito bem. Parece ter uma confiança muito boa. Então estou muito feliz, não apenas com ela como lateral direito, mas também na parte mais ao fundo. Então, acredito que ela construiu bastante coisa e nós precisamos disso para jogar bem.

Lição para os próximos jogos:

– A lição a ser aprendida é que nós precisamos ter essa compactação na defesa. E eu acho que isso foi feito de forma boa, não apenas na defesa, mas na frente também. Se nós olharmos para Debinha e Marta, como elas trabalharam, isso funcionou. Isso é a lição e precisamos lembrar o quão importante isso é. A outra coisa é que nós vamos trabalhar um pouco mais no ataque. Porque esse é um grupo muito interessante. Elas construíram muitas jogadas, tiveram excelentes soluções no ataque, mas a gente quer marcar mais gols. Então, esse é o nosso próximo passo futuramente e é algo que pode ser melhor jogando mais jogos.

Sobre as falhas na defesa e o poder de reação da Seleção Brasileira:

– Quando a gente olha o primeiro gol eu acho que é sobre capricho. Eu acho que é um pouco de falta de concentração e esse é o motivo pelos quais nós precisamos jogar mais jogos. Essa não é a Copa do Mundo, não é a Copa América, mas não podemos cometer erros como esse. Mas também temos que nos colocar no lugar das jogadoras: elas não tiveram tanto tempo para treinar. Elas estão aprendendo com os seus erros e eu acho que vai ser muito bom no próximo ano. Eu também vejo as coisas positivas. Bem, a gente pode melhorar muito, mas isso não nos põe para baixo. A gente vai continuar jogando um futebol excelente, marcamos dois gols e é algo a ser celebrado. Nós cometemos erros, mas nós marcamos.

Saiba mais sobre o veículo