SEGUE A SAGA – Mais um adiamento no julgamento de Cueva, entenda | OneFootball

SEGUE A SAGA – Mais um adiamento no julgamento de Cueva, entenda

Logo: Mercado do Futebol

Mercado do Futebol

A diretoria santista move uma ação contra o meia Christian Cueva e também contra o Pachuca, do México, após sua saída em 2020, de forma forçada, e mais uma vez, a reunião que daria o julgamento foi adiada. A ação corre no TAS, Tribunal Arbitral do Esporte, e deve ser reagendada apenas para maio.

O Santos aguarda este desfecho, para receber um valor superior aos R$ 37 milhões. Segundo o presidente Andres Rueda em entrevista ao UOL Esporte, a expectativa é que se resolva em maio. “Cueva está para ser julgado. Esse daí cada vez adia, pois era para ser no final de março, agora está para ser no final de abril. Se não for adiado mais uma vez, pretendemos no final desse mês, no começo de maio, ter uma posição e qual o valor queo Pachuca vai ter que pagar ao Santos”.

Contratado em 2019, quando o treinador era Jorge Sampaoli, Cueva atuou apenas em 16 jogos, e nunca rendeu próximo do esperado. No início de 2020, conseguiu de forma forçada, sair do Santos, e se transferiu para o Pachuca. Com a situação, o Santos entrou com ação na Fifa e o clube mexicano foi condenado a pagar uma multa superior a R$ 37 milhões, pela quebra de contrato do meia.

Em sua defesa, o Pachuca afirma que Cueva saiu do Santos por problemas de falta de pagamento salarial, e não influenciou na decisão do jogador em deixar o Santos. Por outro lado, o Krasnodar, que vendeu o jogador ao Santos, também aguardou por bastante tempo para começar a receber os US$ 7 milhões, que o presidente Andres Rueda fez novo acordo em junho de 2021, para vir quitando a dívida, de forma parcelada.

Saiba mais sobre o veículo