‘Se não posso falar o que penso, tragam outro treinador’, avisa Ronald Koeman

Logo: MaisQueUmJogo - MQJ

MaisQueUmJogo - MQJ

Imagem do artigo: https://image-service.onefootball.com/crop/face?h=810&image=https%3A%2F%2Fmaisqueumjogo.com.br%2Fwp-content%2Fuploads%2F2020%2F11%2Fkoeman.png&q=25&w=1080

Técnico do Barcelona, Ronald Koeman não se furta a cobrar e a apontar os erros dos jogadores quando considera necessário. O jeito sincero do holandês chama atenção, mas causa preocupação quanto à reação dos atletas. Koeman não se abala.

Imagem do artigo: https://image-service.onefootball.com/resize?fit=max&h=583&image=https%3A%2F%2Fmaisqueumjogo.com.br%2Fwp-content%2Fuploads%2F2020%2F11%2Fkoeman.png&q=25&w=1080

“Não vou mentir. Digo o que vejo. Se é jogador do Barcelona, precisa ser cobrado. Eu critico com respeito. Quero ajudá-los. Se jogamos contra o Cornellà, com todo respeito, e não somos capazes de ganhar no tempo normal, tenho de falar o que vejo. Se não puder, que tragam outro treinador”, declarou Koeman.

Um dos pontos que o técnico tem criticado é o baixo aproveitamento do Barcelona nos pênaltis.

“Cobramos doze, contando com os cinco da Supercopa, e perdemos sete. É muito. Todo mundo pode falhar, mas isso é demasiado. Messi é o cobrador, mas se não está em campo precisamos de outro jogador com qualidade para converter. Temos cobrado pênaltis nos treinos, porque assim se pode melhorar”, acrescentou o treinador do Barcelona.