Savinho se despede do Galo como um motivo de esperanças que nem teve tanto tempo para encantar, mas rende uma boa grana | OneFootball

Savinho se despede do Galo como um motivo de esperanças que nem teve tanto tempo para encantar, mas rende uma boa grana

Logo: Trivela

Trivela

O dinheiro do City Football Group se concentra no Manchester City, mas transborda por outros tantos clubes administrados pelos emiratenses. E o talento dos jogadores brasileiros é alvo, independentemente do destino. Nesta quinta-feira, o Atlético Mineiro confirmou a venda de Savinho para o grupo. Porém, antes de sonhar com a Premier League, ele precisará se provar em outros ambientes. O jogador das seleções de base vai para o Troyes, um dos times que recebem investimentos dos xeiques, figurando na elite do Campeonato Francês. No entanto, a tendência é que ele seja emprestado nesta primeira temporada ao PSV.

Savinho assinou com o Troyes por €6,5 milhões, com metas que podem render mais €6 milhões. É um valor alto pelo ponta de 18 anos, muito badalado desde as categorias de base do Atlético Mineiro. O prodígio figura na equipe principal desde 2020, quando foi lançado por Jorge Sampaoli aos 16 anos, e teve um pouco mais de sequência na atual temporada. Chegou a se destacar inclusive na Libertadores, marcando o gol que sacramentou a vitória sobre o Independiente del Valle. Foram apenas 35 partidas disputadas com a equipe principal do Galo, até arrumar as malas para a Europa.

A sensação em relação a Savinho é a mesma deixada por muitos jovens que saem do Brasil antes de se firmarem no futebol: poderia ter ficado mais. O ponta era muito querido pelos torcedores atleticanos, por sua habilidade e pelas conquistas nas categorias de base. Começava a desabrochar um pouco mais e tinha chances de contribuir com os sucessos do clube, mesmo saindo do banco neste primeiro momento. Contudo, o dinheiro ofertado pelo City Group tornou o negócio irrecusável. Resta à massa esperar que o prodígio realmente estoure e possa voltar no futuro, para deixar uma marca mais profunda no Galo.

O Troyes não é um destino tão comum para jogadores brasileiros. Savinho será o oitavo atleta do país a passar pelo clube – embora os pouco lembrados Marcos, Rincón e Thiago Xavier tenham superado as 100 partidas com os azuis. O elenco atual conta com Metinho, naturalizado brasileiro, embora nascido na República Democrática do Congo. Cria do Fluminense, o meio-campista de 19 anos ainda não estreou no time principal, embora tenha custado €5 milhões na temporada passada.

Caso o empréstimo ao PSV se concretize, Savinho terá um melhor ambiente para se adaptar à Europa. Foge de um clube modesto e de uma liga muito física como a Ligue 1. Na Holanda, poderia se juntar a uma equipe bem mais qualificada e que possui ótimo trato com jovens, em especial brasileiros. Nomes como Mauro Júnior, André Ramalho e Carlos Vinícius poderiam auxiliar na aclimatação durante o primeiro momento. Além disso, tecnicamente a Eredivisie parece mais condizente ao estilo de jogo do prata da casa atleticano.

O Troyes, de qualquer maneira, começa a investir um pouco mais em jovens para tentar seu salto dentro da Ligue 1. De volta à elite na temporada passada, o time terminou no 15° lugar e ainda tenta estabelecer seu caminho. Garimpar promessas é a maneira de mirar um projeto de médio prazo. Savinho passa a trilhar esses passos a partir de agora, talvez para auxiliar os azuis na escalada, quem sabe para chamar atenção de outros times maiores. Certamente quer mostrar que os torcedores atleticanos tinham razão para tamanha expectativa quanto à sua magia na base.

Saiba mais sobre o veículo