Saúl Ñíguez é a grande decepção do Chelsea na temporada 21/22 | OneFootball

Saúl Ñíguez é a grande decepção do Chelsea na temporada 21/22

Logo: Chelsea Fans Brasil

Chelsea Fans Brasil

Saúl Ñíguez deixou o Atlético de Madrid rumo ao Chelsea por empréstimo para reencontrar o seu bom futebol. Apesar de estar atuando abaixo do seu nível nas últimas temporadas na equipe de Diego Simeone, o meia espanhol chego à Stamford Bridge nos últimos instantes da janela de transferências com grande expectativa, mas sua passagem pelo Chelsea até aqui tem sido nada além de frustrante.

Foto: Chelsea FC

Adicionando mais uma opção ao elenco de Thomas Tuchel, que já era recheado de boas opções, Saúl chegou ao Chelsea com a premissa de que poderia voltar atuar como um meio campista mais centralizado, posição em que se sente mais confortável. Muito versátil e utilizado no Atlético de Madrid em diversas posições, Saúl poderia trazer ao Chelsea algumas características muito interessantes como uma boa chegada ao campo ofensivo, finalizações e assistências.

Sua estreia aconteceu na vitória por 3-0 contra o Aston Villa em setembro, mas viveu um pesadelo dentro de campo. Ainda não adaptado ao futebol inglês, Saúl sentiu a intensidade da Premier League e os constantes erros de passe e falta de sintonia quase comprometeram a atuação da equipe, sendo salvo por Thiago Silva e Édouard Mendy em duas oportunidades. Como reflexo da má atuação nos primeiros 45 minutos, Saúl foi substituído no intervalo e após o apito final, ele admitiu o pesadelo vivido em sua estreia.

Saúl Ñíguez admitiu em seu instagram que sua estreia pelo Chelsea foi um grande pesadelo.

Desde então ele entrou em campo em apenas outras quatro oportunidades, sendo titular apenas em duas partidas válidas pela Copa da Liga Inglesa contra Aston Villa e Southampton, mas sem impressionar Thomas Tuchel nem a torcida.

Com poucas oportunidades e sem agregar muito ao elenco, Saúl Ñíguez tem sido a última opção de Thomas Tuchel, já que Ruben Loftus-Cheek reencontrou a sua boa forma e tem sido uma peça importante para a rotação da equipe e até Ross Barkley te se mostrado mais útil.

LONDON, ENGLAND – OCTOBER 26: Adam Armstrong of Southampton is challenged by Saul Niguez of Chelsea during the Carabao Cup Round of 16 match between Chelsea and Southampton at Stamford Bridge on October 26, 2021 in London, England. (Photo by Justin Setterfield/Getty Images)

Desde que chegou ao clube foram apenas 47 minutos em campo pela Premier League, sendo 45 destes em sua terrível estreia em setembro.

Recentemente, mesmo com a baixa importante de Mateo Kovacic no elenco, Saúl Ñíguez não apareceu nem no banco de reservas na partida contra o Leicester City no King Power Stadium, onde os Blues venceram pelo placar de 3-0 sem dificuldades, mostrando mais uma vez todo o seu poderio para brigar pela Premier League.

O fato é que Saúl Ñíguez precisa de uma grande reviravolta em sua situação no Chelsea caso queira permanecer no clube além do seu contrato de empréstimo que termina ao final da temporada, e até a possibilidade de um encerramento precoce já em janeiro, e para isso terá que buscar seu espaço em meio às muitas opções de Thomas Tuchel para a posição.

Mencionados neste artigo

Saiba mais sobre o veículo