⚠️ São Paulo entra com pedido para anular jogo contra o Atlético-MG

Logo: OneFootball

OneFootball

Luiz Signor

Imagem do artigo: ⚠️ São Paulo entra com pedido para anular jogo contra o Atlético-MG

O São Paulo entrou nesta segunda-feira (19) no STJD com um pedido de anulação do jogo disputado contra o Atlético-MG, que foi disputado no dia 3 de setembro.

O Tricolor entende que houve erro de direito na anulação do gol de Luciano pelo VAR quando a partida ainda estava empatada – o Galo venceria por 3 x 0 no Mineirão em duelo da sétima rodada do Brasileirão.

A decisão tomada pela diretoria tricolor veio após a declaração de Leonardo Gaciba, presidente da Comissão de Arbitragem da CBF, que admitiu ter acontecido um erro na utilização do árbitro de vídeo no jogo em questão.

“O que nós pedimos fundamentalmente é a anulação da partida. O São Paulo entrou com esse pedido porque foi prejudicado pela má aplicação ou pela aplicação errada da regra do jogo. O São Paulo sempre entendeu, desde o momento do lance do Luciano, que foi prejudicado”, disse Alexandre Pássaro, gerente executivo de futebol do clube, ao ge.

“A única diferença é que só tivemos elementos que comprovaram o prejuízo do São Paulo na última quarta-feira, na entrevista que o Gaciba deu e posteriormente na quinta-feira, em reunião que a gente já tinha agendado na terça”, completou.

O Tricolor se baseia nos artigos 119 e 250 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD). O primeiro diz:

“O Presidente do Tribunal (STJD ou do TJD), perante seu órgão judicante e dentro da respectiva competência, em casos excepcionais e no interesse do desporto, em ato fundamentado, poderá permitir o ajuizamento de qualquer medida não prevista neste Código, desde que requerida no prazo de três dias contados da decisão, do ato, do despacho ou da inequívoca ciência do fato, podendo conceder efeito suspensivo ou liminar quando houver fundado receio de dano irreparável, desde que se convença da verossimilhança da alegação”.

Já o artigo 259 fala em: “A partida, prova ou equivalente poderá ser anulada se ocorrer, comprovadamente, erro de direito relevante o suficiente para alterar seu resultado”.

O São Paulo foi à CBF no dia seguinte às declarações de Gaciba para debater os erros de arbitragem em que o clube alega ter sido prejudicado no Brasileirão e, também, na Copa do Brasil.


Foto de destaque: Reprodução/Twitter