Santos teve superávit no primeiro semestre, mas Conselho Fiscal repete alerta | OneFootball

Icon: Diário do Peixe

Diário do Peixe

·30 de setembro de 2022

Santos teve superávit no primeiro semestre, mas Conselho Fiscal repete alerta

Imagem do artigo:Santos teve superávit no primeiro semestre, mas Conselho Fiscal repete alerta

Foi analisado as contas da gestão do presidente Rueda (Crédito: Ivan Storti/Santos FC)

O Conselho Deliberativo do Santos vai se reunir na próxima terça-feira (4) para, entre outras coisas, analisar o relatório do Conselho Fiscal do segundo trimestre de 2022. De acordo com o documento, obtido pelo DIÁRIO DO PEIXE, o clube teve um superávit de R$ 794,516 entre maio e junho. O valor é superior ao orçado, que era um déficit de R$ 14,7 milhões.

O Peixe teve uma receita de R$ 76.602.000,0 milhões no período, sendo R$ 4,2 milhão com bilheteria, R$ 13,6 milhões com patrocínios, R$ 27,3 milhões com direitos de transmissão, R$ 14,4 milhões com negociações de atletas, R$ 889 mil com licenciamento e marketing e R$ 4,5 milhões com o programa de sócios.

O Santos gastou R$ 24,5 milhões no segundo trimestre com salários de jogadores e direito de imagem. A folha salarial do clube, com encargos, chegou a R$ 8,5 milhões em abril. Em relação ao primeiro trimestre, houve um aumento de 12,31% na folha.

A conclusão do relatório afirma que é  positivo o superávit de R$ 794,516, mas destaca os valores recebidos das negociações envolvendo Thiago Maia, Kaio Jorge e Lucas Peres. Além disso, uma observação referente ao aumento dos salários de 12,31% na folha.

“É repetitivo de nossa parte, sem um aumento significativo das receitas somada a venda de atletas por um ótimo valor, não conseguiríamos fechar nossas contas, com risco eminente de não cumprimos os acordos afirmados”, disse o relatório.

“Nos causa preocupação quando colocamos na balança os resultados obtidos dentro de campo, com as sucessivas eliminações de campeonatos que remuneram muito a cada avanço de fase, ou seja, aumentamos nossas despesas e continuamos reduzindo nossas receitas em premiações”, completa.

Saiba mais sobre o veículo