🚨 Santos é condenado em caso de invasão e agressão a Cássio na CdB | OneFootball

🚨 Santos é condenado em caso de invasão e agressão a Cássio na CdB

Logo: OneFootball

OneFootball

OneFootball

O Santos foi julgado pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), nesta quarta-feira (10), no caso de invasão ao gramado da Vila Belmiro e agressão de um torcedor ao goleiro Cássio, em 13 de julho, durante o clássico contra o Corinthians pela Copa do Brasil.

A pena poderia chegar até dez jogos de perda de mando de campo, mas o Tribunal decidiu condenar o Peixe a dois jogos com portões fechados, além de uma multa de R$ 35 mil.

Pelas próximas rodadas do Brasileirão, o time da Vila tem pela frente o clássico contra o São Paulo, dia 21, e, depois, Goiás (04/09), Athletico (28/09) e Atlético-MG (05/10).

Em sua defesa no STJD, o Santos exibiu um vídeo da revista feita aos torcedores na entrada da Vila Belmiro e reforçou as campanhas que o clube faz contra atos ilícitos da torcida.

Além disso, o advogado do clube, Marcelo Mendes, destacou que o agressor foi identificado e expulso do quadro societário do Santos, além de destacar também o trabalho de repreensão feito pelo clube.

“‘Se não for identificado, ai sim o clube tem que responder. Mas os cinco invasores foram e possuem B.O. O Leonardo [agressor de Cássio] vai responder criminalmente e está sendo excluído do quadro. De forma geral peço a absolvição do clube das acusações de invasão pela identificação dos invasores”, disse Marcelo Mendes.

Resumo das punições 👇

  • R$ 5 mil de multa pelos sinalizadores (descaracterização para o artigo 191)
  • R$ 20 mil de multa e um jogo de portão fechado pelo arremesso das bombas no artigo 213 (inciso 2)
  • R$ 10 mil de multa e um jogo de portão fechado pelas invasões no artigo 213 (inciso 3)
  • Total: multa de R$ 35 mil e dois jogos com portões fechados

Entenda o caso

O Santos foi denunciado no artigo 213 do CBJD (Código Brasileiro de Justiça Desportiva) e poderia perder o mando de campo por até dez partidas, além prever uma multa de até R$ 100 mil.

Pesaram contra o Peixe, os fatos de uso de sinalizadores e de um dos torcedores invasores ter agredido o goleiro Cássio ainda no gramado, além do clube ser reincidente no STJD.

O árbitro responsável pela condução do clássico, Jean Pierre Gonçalves Lima, inclusive, relatou os ocorridos na súmula. 👇

Ao final da partida voltaram a ser arremessadas bombas para dentro do campo de jogo onde estava localizada a meta defendida pela equipe do Corinthians, tendo inclusive invasão de campo por torcedores do Santos, um desses conseguiu agredir Cássio, do Corinthians, com um pontapé em sua perna. Foi necessária intervenção da Polícia Militar

Para tentar se livrar do gancho e também da multa, o Santos fez o que estava ao seu alcance desde o ocorrido.

No mesmo dia, o clube colaborou com as detenções dos invasores, os identificou e expulsou pelo menos um deles de seu quadro de associados.

O Peixe também abriu os boletins de ocorrência e se comprometeu em cobrar judicialmente os invasores dos prejuízos causados na Vila Belmiro.

O Santos ainda passou a exibir no telão da Vila Belmiro, nas redes sociais e nos sistemas de alto-falantes do estádio mensagens pedindo para que os torcedores não mais atirassem objetos e não invadissem o campo.


Foto de destaque: Miguel Schincariol/Getty Images