SAF do Galo aproxima de investidores norte-americanos de médio porte e que querem ser referência no mercado brasileiro | OneFootball

Icon: Fala Galo 13

Fala Galo 13

·28 de abril de 2020

SAF do Galo aproxima de investidores norte-americanos de médio porte e que querem ser referência no mercado brasileiro

Imagem do artigo:SAF do Galo aproxima de investidores norte-americanos de médio porte e que querem ser referência no mercado brasileiro

Por: Betinho Marques

Desde o dia 11 de setembro, quando o FalaGalo falou sobre a grande possibilidade (veja clicando aqui) de investidores norte-americanos serem os possíveis controladores da SAF Galo, o processo avançou e muito.

Nas últimas semanas, nomes como a Fenway e de investidores do PSG foram suscitados, mas, de fato, tudo não passou de um desejo platônico e não recíproco por parte do Atlético.

Diante disso, após informado pela Itatiaia, fundos de investimentos não revelados saíram como possibilidade real de aquisição da SAF atleticana. Porém, no momento, a preocupação do torcedor é sobre quem será e quais seriam os objetivos além do lucro que estariam na ideologia da aquisição dos potenciais parceiros. Obtivemos de uma fonte importante o seguinte retorno sobre:

“A preocupação é válida, verdade … Mas não acho que teria alguém disposto a colocar uma quantia na ordem de centenas de milhões para assumir um negócio que mexe com a paixão de milhões de pessoas e não fazer um trabalho sério…”

Mais à frente uma das pessoas que está próxima ao processo, acrescentou sobre a amarração das condições contratuais:

“Por isso, a importância das cláusulas do contrato, como falei. Mais importante do que o quem, são quais as condições negociadas. Há garantia de orçamento mínimo? Tem opção de recompra? Esse tipo de coisa.”

Pelo pesquisado, a chance é grande de que o investidor seja um grupo norte-americano de médio porte, que está muito engajado e interessado no projeto Galo. Há quem diga que o grupo favorito já tem controle de clubes de menor porte e que querem no Galo ser referência de competitividade e “holofotes” para disputar em um dado momento, por exemplo, com o Grupo City.

Hoje à noite, na Sede de Lourdes, mais um passo para o diálogo da SAF será dado, com a grande possibilidade de Ricardo Guimarães e Renato Salvador serem eleitos como presidente e vice-presidente da casa legislativa atleticana por aclamação para o Conselho Deliberativo do Atlético.

O processo no Atlético não está definido, mas há um status muito encaminhado e o desfecho do escolhido para apreciação do Conselho pode ser batido ainda em outubro, que avaliará as propostas em novembro. A chance de um grupo norte-americano é muito bem vista e é favorita. Correm por fora outras possibilidades não descartáveis. As cartas e diálogos seguem, as propostas de valores na mesa, segundo apuramos ainda não há, mas estão por chegar.

Saiba mais sobre o veículo