Roni lamenta cartão recebido e fala sobre psicológico para receber o Boca: “Tem que estar firme” | OneFootball

Roni lamenta cartão recebido e fala sobre psicológico para receber o Boca: “Tem que estar firme”

Logo: Central do Timão

Central do Timão

  1. Por Tatiana Carvalho / Redação da Central do Timão

Na noite deste sábado (25), na Neo Química Arena, pela 14ª rodada do Campeonato Brasileiro, o Corinthians enfrentou o Santos e empatou por 0x0. Roni foi titular na partida e recebeu um cartão amarelo logo aos dois minutos, e comentou sobre a punição.

Isso me chateia bastante. Pra jogar no Corinthians, estou aqui tem 17 anos, sempre aprendi que tem que ter raça e as vezes não consigo me controlar. O Mister me cobra muito isso, por isso fiquei muito chateado. Isso é pro meu desenvolvimento profissional, pra eu crescer. Faz parte, agora é levantar a cabeça, já passou, bater o pé e seguir em frente“, comentou o camisa 29 do Timão na zona mista.

O volante também falou sobre jogar por 70 minutos pendurado e explicou o lance da sua expulsão na partida contra o Atlético-PR, fora de casa, no dia 16 de junho, pela 12ª rodada do Brasileirão.

Foto: Rodrigo Coca/Agência Corinthians

Passa muita coisa. A gente tem que ter a cabeça boa. Eu não sou uma pessoa de brigar, sei que não sou. Infelizmente naquele momento o que passou na minha cabeça foi proteger um companheiro. Muita gente falou, mas faria a mesma coisa se fosse um amigo dele. Não queria brigar, isso não é do Roni. Eu não sou uma pessoa assim. O Amarelo hoje foi o que eu acabei de falar, as vezes eu confundo à vontade. Agora é seguir em frente e vamos melhorar isso”, afirmou Roni.

Nesta terça-feira (28), o Timão enfrenta o Boca Juniors, na Neo Química Arena, pela primeira partida das oitavas de final da Libertadores. O camisa 29 alvinegro falou sobre a necessidade de ter cabeça com os argentinos.

Acredito que estamos fazendo um bom trabalho e vamos continuar trabalhando. O lado psicológico tem que estar sempre firme, independente dos altos e baixos. A gente sabe quem a gente é e temos que levar isso para dentro de campo“, disse o volante.

Veja mais:

Mencionados neste artigo

Saiba mais sobre o veículo