Róger Guedes revela tristeza com eliminação do Corinthians, mas pede foco em jogos decisivos | OneFootball

Róger Guedes revela tristeza com eliminação do Corinthians, mas pede foco em jogos decisivos

Logo: Central do Timão

Central do Timão

  1. Por Levi Natan / Redação da Central do Timão

Camisa 9 do Corinthians, Róger Guedes lamentou a eliminação na Copa Libertadores. Nesta terça-feira, a equipe não conseguiu reverter o placar negativo sofrido diante do Flamengo, por 2 x 0 no jogo de ida, na Neo Química Arena, e perdeu o jogo de volta por 1 x 0, no Maracanã.

Em entrevista concedida após a partida, o atacante se mostrou triste com a queda do Timão na competição continental, mas pediu foco para os próximos compromissos. No próximo sábado, a equipe de Vítor Pereira, vice-líder no Brasileirão, recebe o Palmeiras, líder com 45 pontos, seis à frente do Alvinegro, com 39, na Neo Química Arena, às 19h (Brasília).

Depois, o Coringão encara o Atlético-GO, na quarta-feira (17), às 21h30 (Brasília), também em Itaquera, pela volta das quartas de final da Copa do Brasil. O Corinthians busca reverter a derrota de 2 x 0 sofrida no jogo de ida, para avançar no torneio.

Foto: Rodrigo Coca / Ag. Corinthians

Sentimento de tristeza, né? A gente não quer sair de uma competição como a Libertadores. Sabíamos que seria difícil, perdemos o jogo de lá. Era um jogo difícil, com a qualidade que o Flamengo tem, mas temos de levantar a cabeça, temos um clássico pela frente e depois tentar reverter o resultado na Copa do Brasil.”

“Agora não tem o que falar, é só lamentar. Se a gente tivesse feito um monte de gols e caído fora, não ia ter adiantado para nada. Essa eliminação deixa a gente chateado.”

Róger Guedes também foi perguntado sobre ter iniciado o jogo no banco de reservas. O atacante é artilheiro do time em 2022, com dez gols, e foi titular em apenas dois dos dez jogos do Timão na Libertadores.

O atleta quer jogar, mas isso a gente não tem que falar, ele é o treinador, sempre vai decidir a equipe. É o que a gente sempre conversa, a gente pode errar, como ele pode errar, faz parte do futebol. É ele que decide os 11 que começam o jogo.”

Veja mais:

Mencionados neste artigo

Saiba mais sobre o veículo