Robinho, Wesley, Dudu… relembre jogadores com escândalos sobre violência contra a mulher

Logo: MaisQueUmJogo - MQJ

MaisQueUmJogo - MQJ

Imagem do artigo: Robinho, Wesley, Dudu… relembre jogadores com escândalos sobre violência contra a mulher

A polêmica envolvendo o atacante Robinho, condenado na Itália por estupro coletivo, agitou a semana no futebol. Tudo por conta da contratação do jogador pelo Santos. Torcedores criticaram o clube nas redes sociais. Jornalistas também se posicionaram e até patrocinadores deixaram o clube. Mas Robinho não está sozinho. Infelizmente a violência contra a mulher faz parte da rotina do futebol e vários jogadores com escândalos sobre violência contra a mulher.

Recentemente o atacante Wesley Pionteck, anunciado pelo Bragantino, esteve na delegacia para resolver uma pendência. Havia um mandado de prisão contra ele por lesão corporal em violência doméstica.

Leia também:

Em junho foi a vez de Dudu, então craque do Palmeiras, deixar o clube após ser acusado de agredir a própria esposa. O MAIS QUE UM JOGO relembra esses casos.

Jogadores com escândalos sobre violência contra a mulher

Wesley Pionteck

O atacante estreou pelo Bragantino na semana passada. Mas antes passou na delegacia para resolver o problema de um mandado de prisão por agressão em violência doméstica. Os advogados do atleta mostraram que o comunicado de que ele era foragido foi um equívoco.

DUDU

O atacante Dudu, do Palmeiras, ganhou as manchetes envolvido em suposta agressão a sua ex-mulher, Mallu Ohana, em junho. As imagens em vídeo rodaram pelas principais publicações do país e foram compartilhadas em redes sociais. Dudu, no entanto, diz ser inocente. Não é a primeira vez que o nome do jogador aparece vinculado à violência contra mulher.

GOLEIRO JEAN

Em dezembro de 2019, a esposa do goleiro Jean, do São Paulo, postou um um vídeo acusando o atleta de tê-la agredido. Eles estava em Orlando, de férias, quando teria ocorrido a agressão. Horas após o ocorrido ela gravou outro vídeo e disse: “está tudo bem, já passou”. No entanto, Jean ainda enviou outra mensagem para a esposa, na qual dizia “parabéns, você acabou com minha carreira e suas filhas agora irão passar fome”. Foi uma crítica ao compartilhamento do vídeo. Jean foi emprestado ao Atlético Goianiense, embora pertença ainda ao São Paulo.

NEYMAR E NAJLA TRINDADE

Em maio de 2019, Neymar se viu envolvido em acusação de estupro e agressão. Najla Trindade ganhou as manchetes após acusar o jogador e divulgar um vídeo dos dois em um quarto de hotel. Na reta final da investigação, Najla foi acusada de falsa comunicação de crime.

Leia também:

BRUNO E ELIZA SAMUDIO

O ex-goleiro do Flamengo ainda cumpre pena em condenação pela morte da modelo Eliza Samudio, em 2010. É provavelmente o caso de maior impacto na história do futebol brasileiro envolvendo jogador em crime contra a mulher.

DUDU (de novo?)

Sim. O destaque do Palmeiras com passagens por Cruzeiro, Grêmio e Seleção Brasileira teria agredido sua mulher em 2013. Ele foi acusado de dar socos na cabeça e e puxões de cabelo em sua companheira. Dudu pagou uma fiança de R$ 12 mil e dois anos depois foi condenado a cumprir serviços comunitários.

Leia também:

CARLOS ALBERTO

O ex-jogador, com passagem por grandes clubes e inclusive Seleção Brasileira, foi acusado de agressão por sua ex-esposa, Carolina Bernardes. Logo após o ataque de fúria do jogador, a mulher se queixou de fratura de costelas e ainda teve o carro quebrado. Carolina exigiu uma medida protetiva para que o jogador ficasse a, no mínimo, 100 metros de distância.

JOBSON

Embora tido como craque por muitos, a revelação do Botafogo tem a carreira marcada por polêmicas. No caso, envolvendo mulher, Jobson foi preso em 2013, ao agredir  Thayane Bárbara logo após uma discussão.

MARCELINHO PARAÍBA

Tem um currículo invejável mas, na mesma medida, muita confusão. Marcelinho Paraíba foi acusado de violência doméstica em em 2012, depois que sua ex-mulher lhe cobrou pensão alimentícia atrasada. O jogador a agrediu, Marcelinho foi preso, prestou depoimento e foi liberado ao pagar fiança de R$ 12 mil.

CUCA E A MANCHA NO PASSADO

Em 1987, em uma viagem do time do Grêmio à Suiça, Cuca teria tido a ajuda de três amigos para violentar uma adolescente de apenas 14 anos. Ele ainda era jogador à época. O quarteto ficou detido menos de um mês na Suíça, embora tivesse sido liberado posteriormente.

Leia também:

VAMPETA

Em 2004 ele foi acusado por Roberta Soares, mãe de seus filhos, de agressão logo após uma discussão. Embora Roberta tenha procurado a polícia e mostrado as lesões, nada aconteceu com o agora ex-jogador.

CRISTIANO RONALDO 99% LEGAL

Ele era uma estrela em ascensão em 2009, quando trocou o Manchester United pelo Real Madrid. Empolgado, foi com amigos para a cidade de Las Vegas, nos Estados Unidos. Mas a festança terminou em uma denúncia de estupro contra o jogador português. Cristiano Ronaldo encerrou o problema pagando 375 mil dólares – cerca de R$ 2 milhões atualizados – a Kathryn Mayorga, uma professora que ele conheceu no dia do estupro. Ela disse ter repetido por várias vezes as palavras “não” e “para”. De acordo com a moça, no entanto, o atacante só parou quando terminou o sexo anal forçado. Neste momento, de joelhos, ele procurou se justificar a ela: “Sou um cara 99% legal. Exceto por 1%”.

CAZARES

Maradona