Ríspido, Abel rejeita elogio e desconversa sobre título antecipado | OneFootball

Icon: Jogada10

Jogada10

·04 de outubro de 2022

Ríspido, Abel rejeita elogio e desconversa sobre título antecipado

Imagem do artigo:Ríspido, Abel rejeita elogio e desconversa sobre título antecipado

Nem parecia que o Palmeiras havia vencido o Botafogo por 3 a 1 e colocado dez pontos de frente sobre o segundo colocado no Campreonato Brasileiro. Visivelmente nervoso na entrevista coletiva, Abel Ferreira deu respostas ríspidas até quando uma das perguntas teve elogio ao bom desempenho de seus jogadores após a expulsão de Zé Rafael.

Ao comentar sobre qual teria sido o segredo para a atuação consistente da equipe nesta segunda-feira (3/10), ele foi sucinto:

“Muito simples. Mentalidade, comprometimento, equilíbrio e vontade”.

Imagem do artigo:Ríspido, Abel rejeita elogio e desconversa sobre título antecipado

Abel Ferreira, treinador do Palmeiras, orienta seus jogadores no Nilton Santos – Cesar Greco/Palmeiras

Na pergunta seguinte, que teve citação sobre o fato de o Palmeiras estar com dez jogadores, mas parecer, tamanha segurança, que estava 11 até o fim, a resposta foi agressiva:

“Por isso eu sou treinador e vocês jornalistas. Se quiserem, vão até a CBF, façam o curso e sentem no meu lugar. É isso que vocês tem que fazer”.

Repórter se confunde, corrige, mas Abel não perdoa

Em seguida, um dos repórteres se equivocou ao dizer que a “expulsão” de Abel nesta segunda-feira o suspende do próximo jogo. Na realidade, o técnico do Verdão recebeu cartão amarelo, que o tira da partida diante do Coritiba na próxima quinta-feira. Mesmo após o repórter se corrigir, Abel não se conteve:

“Uma mentira repetida mil vezes se torna uma verdade”, disparou, antes de rechaçar com veemência mais uma participação de outro jornalista, que disse que o time alviverde já seria campeão brasileiro em razão dos dez pontos de frente na classificação.

“Já me habituei e falei para os meus jogadores. Aqui no Brasil, não se deixem enganar pelo o que vocês leem. Ganhamos os jogos antes de jogá-los. Dessa forma, sei apenas uma maneira de ganhar, que é dentro do campo. Não vamos mudar uma vírgula do nosso pensamento. Temos nove finais pela frente”, disse.

Além disso, voltou a cutucar a imprensa, afirmando, sem mencionar nomes, que houve um clima de descontração rondando o São Paulo na decisão da Copa Sul-Americana.

“Tivemos uma final entre uma equipe brasileira e uma estrangeira. Toda a imprensa tinha dito quem tinha ganho. O respeito pelo adversário tem que começar por treinadores, jogadores e por vocês da imprensa”, alfinetou.

Por fim, mesmo ao falar da escolha feliz em escalar Mayke com um ponta, Abel Ferreira não deu trégua.

“Gosto de jogadores que façam mais de uma posição. Quando eles entram, não fazem nada no jogo que não tenham feito no treino. Se está jogando naquela posição, na opinião da comissão e do treinador, é o que está na melhor forma”, concluiu.

Siga o Jogada10 nas redes sociais: TwitterInstagram e Facebook

Saiba mais sobre o veículo