Richarlison faz hat-trick e Brasil vence a Alemanha por 4 a 2 na estreia dos Jogos de Tóquio

Logo: Jogada10

Jogada10

Imagem do artigo: https://image-service.onefootball.com/crop/face?h=810&image=https%3A%2F%2Fjogada10.com.br%2Fwp-content%2Fuploads%2F2021%2F07%2FBrasil-x-Alemanha-Olimpiadas-16.jpg&q=25&w=1080

Um show no primeiro tempo, com Richarlison arrebentando, e um sufoco na reta final.  Foi assim a estreia da Seleção Olímpica, que venceu a Alemanha por 4 a 2. E o camisa 10 teve uma atuação de gala, fazendo os três gols. Tudo antes dos 30 minutos iniciais. E o placar só não foi mais dilatado porque  Matheus Cunha perdeu um pênalti. Mas a Seleção, além de perder gols, diminuiu o ritmo no segundo tempo.  Assim deu armas para a Alemanha diminuir com Amiri em falha de Santos, e  Ache, em erro do zagueiro Diego Carlos.  Um gol de Paulinho nos acréscimos deu números finais ao clássico.

Veja aqui as atuações da Seleção Brasileira

Com o resultado, o Brasil lidera o Grupo  D ao lado da Costa do Marfim, que venceu a Arábia Saudita por 2 a 1.  Os marfinenses são os próximos rivais da Seleção, no domingo (dia 25) também em Yokohama.

Imagem do artigo: https://image-service.onefootball.com/resize?fit=max&h=721&image=https%3A%2F%2Fjogada10.com.br%2Fwp-content%2Fuploads%2F2021%2F07%2FBrasil-x-Alemanha-Olimpiadas-1.jpg&q=25&w=1080

Richarlison corre para celebrar um de seus  gols sobre a Alemanha- Lucas Figueiredo/CBF

Primeiro tempo

O início do Brasil foi espetacular. E o de Richarlison, nem se fala. O atacante quase marcou aos quatro minutos ao receber ótimo passe de Matheus Cunha. Dois minutos depois, Antony viu o Richarlison bem colocado. A fera dominou e chutou duas vezes para abrir o placar. Endiabrado, o jogador do Everton/ING ampliou o marcador após boa jogada de Arana pela esquerda. Aos 29, novo passe de Matheus Cunha, com quem se entendeu perfeitamente. Richarlison ajeitou e chutou cruzado: 3 a 0. E ficou barato, pois ainda teve duas outras oportunidades. O Brasil dominava totalmente uma Alemanha que pouco atacava (a única chance ocorreu numa falha de Nino) e não saiu com um placar mais dilatado porque Matheus Cunha, no fim do primeiro tempo, desperdiçou um pênalti (defendido pelo goleiro Müller) e chutou raspando a trave uma bola nos acréscimos. Um baile.

Segundo tempo

No segundo tempo, o Brasil diminuiu o ritmo, tanto que a Alemanha passou a ter maior posse de bola e até diminuiu o placar com o veterano Amiri. Mas o Brasil seguiu muito mais perigoso e terminou o jogo com mais do que o triplo de finalizações de um rival totalmente nocauteado (24 a 7), mas que achou um gol aos 38, com Ache em falha de Diego Carlos. O Brasil seguiu em cima e conseguiu ampliar num contra-ataque, com Paulinho recebendo pela esquerda e mandando sem chance para Müller

BRASIL 4X2 ALEMANHA

DATA: 22/7/2021 – Jogos Olímpicos – 1ª rodada (Grupo D) LOCAL: Estádio Internacional, Yokohama (JAP)

BRASIL: Santos; Daniel Alves, Nino, Diego Carlos e Guilherme Arana; Douglas Luiz, Bruno Guimarães e Claudinho (Malcom, aos 18′ do 2ºT); Antony (Reinier, aos 29′ do 2ºT), Richarlison (Reinier, aos 28′ do 2ºT)  e Matheus Cunha. TEC: André Jardine

ALEMANHA: Müller; Henrichs, Pieper (Torunarigha, no Intervalo), Uduokhai e Raum; Stach, Arnold e Maier; Richter (Ache, aos 23′ do 2ºT), Kruse (Lowen, aos 22′ do 2ºT)  e Amiri (Tenchet, aos 29′ do 2ºT). TEC: Stefan Kuntz

GOLS: Richarlison, aos 6′ do 1ºT (1-0); Richarlison, aos 21′ do 1ºT (2-0); Richarlison, aos 29′ do 1ºT (3-0); Amiri, aos 11′ do 2T (3-1), Ache, aos 38′ do 2ºT (3-2); Paulinho, aos 49′ do 2ºT (4-2)

Árbitro: Iván Barton (ESA) Assistentes: David Morán (ESA) e Zachari Zeegelaar (SUR) Cartões Amarelos:  Douglas Luiz (BRA); Pieper, Arnold, Stach, Uduokhai, Henrichs Cartões vermelhos: Arnold ( Aos 17′ do 2ºT)

Siga o Jogada10 nas redes sociais, TwitterInstagram e Facebook.

Saiba mais sobre o veículo