Resumão da Conference: Rennes x Tottenham fez jus às expectativas, enquanto Slavia bateu Union Berlim no fim

Logo: Trivela

Trivela

A Conference League abriu de vez sua primeira edição nesta quinta-feira. Foram 14 partidas realizadas, reunindo clubes dos mais variados rincões da Europa, com diferentes orçamentos e também camisas dos pesos distintos. Roma e Tottenham são os times que mais chamam atenção, não necessariamente os que darão mais atenção ao novo torneio. Porém, a Conference não gira apenas ao redor deles e contou com vários jogos interessantes. Destaque ao duelo entre Slavia Praga e Union Berlim, vencido pelos tchecos, e para as boas vitórias dos nórdicos, Copenhague e Bodo/Glimt.

O Grupo A teve nesta quinta a vitória do LASK Linz por 2 a 0 sobre o HJK Helsinque, na visita à Finlândia. Dario Maresic e Christoph Monschein marcaram os gols. Na terça, em jogo adiantado por causa do Yom Kipur, o Maccabi Tel Aviv goleou o Alashkert por 4 a 1 em Israel. Stipe Perica, Gabi Kanikovski, Dan Biton e Matan Hozez marcaram para os anfitriões, enquanto José Embalo fez o de honra para os armênios, na estreia de um clube do país nos torneios continentais.

Quem também inaugurou a história foi o inédito representante estoniano, o Flora Tallinn, que perdeu em casa para o Gent por 1 a 0 pelo Grupo B. Darko Lemajic anotou para os belgas. Já no Chipre, o Partizan Belgrado fez 2 a 0 sobre o Anorthosis Famagusta. Queensy Menig e Ricardo Gomes se encarregaram dos tentos.

Jogando por música sob as ordens de José Mourinho, a Roma recebeu o CSKA Sofia e ganhou por 5 a 1 no Estádio Olímpico. Os búlgaros ainda saíram em vantagem com Graham Carey, após vacilo da zaga, mas Lorenzo Pellegrini (num lindo chute no ângulo) e Stephan El Shaarawy viraram no primeiro tempo. Pellegrini ampliou no segundo e, depois que os visitantes tiveram um jogador expulso, Gianluca Mancini e Tammy Abraham concluíram a goleada. No outro duelo do Grupo C, boa vitória do Bodo/Glimt em casa sobre o Zorya Luhansk, por 3 a 1. Os campeões noruegueses marcaram com Ulrik Saltnes, Ola Solbakken e Amahi Pellegrino – este, num golaço por cobertura. Artem Gromov descontou aos ucranianos.

O Grupo D vê a liderança ficar com o Jablonec. Em seus domínios, os tchecos venceram o Cluj por 1 a 0, gol do experiente Václav Pilar cobrando pênalti. Já na Dinamarca, chuva de gols no Randers 2×2 AZ. Jordy Clasie abriu o placar com uma pancada para os holandeses, mas Simon Piesinger empatou aos dinamarqueses. Antes do intervalo, Vangelis Pavlidis retomou a vantagem para os visitantes. Todavia, Simon Graves Jensen decretaria mesmo a igualdade.

Outro duelo antecipado pelo Yom Kipur foi pelo Grupo E, no qual Maccabi Haifa e Feyenoord não saíram no 0 a 0 em Israel. Com isso, a liderança caiu no colo do Slavia Praga. Os tchecos receberam o Union Berlim e ganharam por 3 a 1 no Estádio Sinobo. Alexander Bah fez o primeiro para os tchecos e Kevin Behrens até empatou no segundo tempo, após os alemães terem Paul Jäckel expulso pouco antes do intervalo. Porém, o cansaço pesou e o Slavia teve mais gás para o triunfo no fim, com tentos de Jan Kuchta e Ivan Schranz já depois dos 39 da etapa complementar.

O conto de fadas do Lincoln Red Imps, o inimaginável representante de Gibraltar nas copas europeias, começou com derrota no Grupo F. O PAOK ganhou por 2 a 0 dentro do Victoria Stadium, gols de Chuba Akpom e Alexandru Mitrita. Outro visitante a vencer foi o Copenhague, que fez 3 a 1 no Slovan Bratislava, dentro da Eslováquia. Jonas Wind abriu a contagem aos dinamarqueses e Ezekiel Henty igualou. Depois, Jens Stage e de novo Wind confirmaram a festa dos forasteiros.

O Grupo G contou com o principal jogo da rodada, a visita do Tottenham ao Rennes no Roazhon Park. Os Spurs jogaram com um time misto, com Harry Kane no comando do ataque, e precisaram correr atrás do empate por 2 a 2. Loïc Badé fez um gol contra que ajudou os londrinos, mas Flavien Tait empatou aos franceses, a partir de uma tabela fantástica. Gaëtan Laborde chegou a virar no início da segunda etapa, até que Pierre-Emile Hojbjerg salvasse um ponto aos ingleses. Para piorar, Steven Bergwijn e Lucas Moura saíram lesionados. No outro confronto da chave, o Vitesse ganhou do Mura por 2 a 0, na Eslovênia. Os gols foram assinados por Sondre Tronstad e Danilho Doekhi.

Por fim, o Grupo H foi o único que não teve gols. Primeiro, Kairat Almaty e Omonia Nicósia empataram por 0 a 0 no Cazaquistão. Vágner Love foi titular pelos anfitriões, mas não aproveitou suas chances. E no Azerbaijão, o zero se repetiu entre Qarabag e Basel, num duelo em que os azeris foram mais agressivos.

Mencionados neste artigo
Saiba mais sobre o veículo