Rennes mostra serviço, dificulta a vida do Tottenham, mas fica no empate em casa

Logo: Terra de Zizou

Terra de Zizou

Se a ideia do Rennes era mostrar diante do Tottenham (ING) uma cara diferente da que todos estão vendo na Ligue 1, isso, de fato, aconteceu. Na abertura da fase de grupos da UEFA Europa Conference League, os bretões deram trabalho aos Spurs, jogaram como gente grande e chegaram até a liderar o placar, mas falharam no fim e ficaram apenas no empate por 2 a 2, no Roazhon Park.

Quem riu à toa desse empate foi o Vitesse (HOL). Jogando contra o Mura (SVN), considerado o time mais fraco do Grupo G, os holandeses venceram por 2 a 0 e já tomam a liderança da chave com 3 pontos.

Começo confuso

Desfalcado de Jérémy Doku, mas com as recuperações de Gomis e Meling, Bruno Génésio preferiu manter a base dos últimos jogos e o goleiro e lateral iniciaram no banco. Do outro lado, Nuno Espírito Santo, que já tinha o desfalque de peças como Son e Lo Celso, mandou a campo um time misto, mesclando titulares e reservas.

Mesmo com uma formação alternativa, o Tottenham iniciou em cima e o Rennes, confuso em campo, não conseguia marcar, nem atacar. Fruto disso foi o gol inglês, logo aos 11 minutos. Lucas Moura, ex-PSG, arrancou pela direita e cruzou. Loic Badé cortou e Romain Salin, que já havia saído da meta, viu a bola passar por suas costas e morrer dentro da meta.

Jogada de Lucas Moura terminou no primeiro gol do jogo | Foto: Spurs/Divulgação

Aos poucos, o Rennes foi se encontrando na partida e o lado esquerdo virou a válvula de escape para as ações ofensivas. Aos 22, Bourigeaud finalizou forte, Gollini rebateu e Truffert, de surpresa na pequena área, cabeceou para fora. No lance seguinte, o empate chegou. Tait tabelou com Guirassy e, na entrada da área, chutou colocado de pé direito, no cantinho da rede, deixando tudo igual no Roazhon Park.

O gol empolgou o Rennes, que chegou a criar mais chances antes do intervalo, mas não conseguiu virar a partida. Ainda assim, os bretões foram para o vestiário com nove finalizações contra três do Tottenham. Tudo isso tendo apenas 40% da posse de bola e com 169 passes certos.

Rennes aproveita mexidas de Nuno

Na volta para o segundo tempo, ninguém mexeu nas formações, mas aos 10 minutos, Nuno Espírito Santo precisou trocar peças. Lesionado, Lucas Moura foi embora para a entrada de Scarlett. Temendo novas contusões, o português sacou também Harry Kane, que deu lugar a Emerson Royal.

Com o Tottenham desfigurado, o Rennes cresceu e começou a pressionar. Gaetan Laborde, mais presente na área, passou a aparecer e foi dessa maneira que ele empatou, aos 27. Sulemana chamou a marcação, chutou colocado, Gollini rebateu fraco e a bola caiu nos pés do camisa 24, que só empurrou para as redes. Foi o primeiro gol do atacante com a camisa rubro-negra.

Laborde fez o primeiro gol com a camisa do Rennes | Foto: Imago / OneFootball

A empolgação com a virada durou pouco e um vacilo de Tait, autor do primeiro gol, custou os três pontos. Quatro minutos após Laborde balançar as redes, Doherty lançou a bola na entrada da área, o camisa 20 se precipitou, cortou errado e a pelota ficou limpa para Hojbjerg marcar o gol que determinou o 2 a 2 no confronto.

Na próxima rodada, o Rennes jogará fora de casa. No dia 30, os bretões viajam até a Holanda para enfrentar o Vitesse, em jogo marcado para às 16h. Já o Tottenham joga em Londres, contra o Mura.

Mencionados neste artigo
Saiba mais sobre o veículo