Reconhecidos nos vídeos sofrerão processo criminal, diz Desembargador sobre intimidação ao elenco do Corinthians

Logo: Central do Timão

Central do Timão

Imagem do artigo: Reconhecidos nos vídeos sofrerão processo criminal, diz Desembargador sobre intimidação ao elenco do Corinthians

Justiça pede imagens às emissoras de TV que transmitiam o desembarque da delegação do Alvinegro em São Paulo

Os desdobramentos do episódio ocorrido no desembarque do Aeroporto de Guarulhos contra o elenco do Corinthians na noite do último domingo (13), continuam. O Juizado Especial de Defesa do Torcedor solicitou nesta terça-feira (15), à Band e à TV Gazeta, as imagens do ocorrido. Os jogadores alvinegros foram cercados e sofreram intimidação e ameaças físicas por um grupo de torcedores de uma das organizadas, quando chegavam da viagem ao Rio de Janeiro, após a derrota para o Fluminense por 2×0 no Brasileirão.

Foram requisitadas imagens na Band e na TV Gazeta. Essas imagens serão analisadas pela promotoria para eventual reconhecimento dos participantes. Os reconhecidos serão ouvidos e sofrerão processo criminal”, afirmou ao blog do Perrone, no UOL Esportes, o Desembargador Miguel Marques e Silva, um dos coordenadores do juizado.

Fatos que ocorrem em aeroportos envolvendo torcedores também estão sujeitos ao Estatuto do Torcedor”, explicou Silva.

A responsabilidade pelo caso será do Juiz Luiz Guilherme Angeli Feichtenberger e do Promotor de Justiça Roberto Bacal.

No vídeo do programa Mesa Redonda, da TV Gazeta, observam-se poucos torcedores aguardando o time na saída do desembarque, sendo isso, inclusive, citado pelo repórter Thiago Salazar na transmissão. Assim que a equipe aparece no saguão, outros torcedores vestidos com uniformes da organizada Gaviões da Fiel aparecem e intimidam os jogadores.

O presidente da organizada, Rodrigo Tapia, o Digão, concedeu entrevista no local para a TV Gazeta.

“Esses caras estão nos fazendo passar vergonha. E todo jogo vai ser assim. Se a gente não ver raça e vontade, vamos embaçar na vida de todo mundo”, disse.

Por Nágela Gaia/Redação da Central do Timão

Leia mais: