Real Madrid acerta a saída de Mario Gila para a Lazio | OneFootball

Real Madrid acerta a saída de Mario Gila para a Lazio

Logo: Meumadrid

Meumadrid

Mario Gila, do Real Madrid Castilla, recusou a proposta do Getafe e rumou para o clube italiano

O espanhol Mario Gila, zagueiro do Real Madrid Castilla, aceitou a proposta da Lazio e sairá do clube merengue nesse verão. Segundo o MARCA, jornal de Madri, Mario tinha dois clubes pretendentes em estados avançados de negociação, o Getafe e a própria Lazio. A proposta italiana agradou mais a ele e, assim, o zagueiro irá para a capital da Itália. A negociação entre os clubes já está nos detalhes finais e, desse modo, a imprensa espanhola vê o negócio como concretizado.

Com apenas 21 anos, Mario Gila era uma peça importante do Real Madrid Castilla de Raúl, já que foi o segundo jogador com mais partidas na equipe. Nascido em Barcelona, o zagueiro tem passagens por Celta de Vigo, Rayo Vallecano e Sassuolo antes de chegar à base do Real Madrid, em 2018. Gila estreou no time profissional do Real Madrid nesta temporada, jogando 23 minutos na equipe principal divididos em dois jogos, contra Espanyol e Levante.

O Real Madrid avaliava Mario Gila em 10 milhões de euros, e o contrato do jogador ia até 2024. No entanto, o clube aceitou uma proposta em moldes diferentes da Lazio, que chegavam aos 5 milhões de euros. O Getafe oferecia menos que o time italiano e, assim, o Real Madrid preferia que Gila fosse para a Lazio. No entanto, a decisão do jogador foi baseada inteiramente nos projetos esportivos dos times, segundo o Marca.

Novo estilo de negociação do Real Madrid

A transferência de Mario marcou uma mudança de postura do Real Madrid nas negociações dos atletas do time. A saída do zagueiro teve como base a venda de parte de seus direitos econômicos. Assim, o clube merengue ainda mantém 50% dos direitos de Mario Gila, e por isso a Lazio não pagou os 10 milhões que o Real Madrid inicialmente pedira.

Essa estratégia pretende evitar casos como o de Marcos Llorente, Raúl de Tomás ou de Theo Hernández, por exemplo. Nessas situações, o Real Madrid perdeu jogadores de qualidade mas com poucos jogos no time titular, e viu suas carreiras deslancharem sem dar o devido retorno econômico para os merengues. Ao manter parte dos direitos econômicos dos jogadores que vendem, o Real Madrid visa um retorno maior a longo prazo, mesmo que isso signifique um valor de transferência menor.

Mencionados neste artigo

Saiba mais sobre o veículo