Raí e Dani assumem bronca e tentam estancar sangramento no São Paulo

Logo: Esporte News Mundo

Esporte News Mundo

Imagem do artigo: https://image-service.onefootball.com/crop/face?h=810&image=https%3A%2F%2Fesportenewsmundo.com.br%2Fwp-content%2Fuploads%2F2021%2F01%2FRai.png&q=25&w=1080

Depois da goleada sofrida diante do Internacional, o São Paulo de Raí e Daniel Alves terá muito trabalho para se reencontrar no Campeonato Brasileiro. A sete rodadas do fim da competição, o tricolor acabou deixando escapar a possibilidade de sobrar na ponta da tabela e, após o 5 a 1 para o Colorado no Morumbi, assumiu a vice-liderança do torneio. Justamente por isso, o executivo de futebol e o meio-campista concederam entrevistas coletivas na tarde dessa quinta-feira (21).

Inicialmente, quem apareceu na sala de imprensa do Morumbi foi Raí, ex-camisa 10 que marcou época no clube. Atual diretor de futebol, ele foi além das expectativas e disse que o São Paulo segue na busca pelo título brasileiro. Mais do que isso, o gestor garantiu a permanência de Fernando Diniz à frente do comando técnico da equipe.

– Tanto em nosso encontro pós-jogo quanto nas conversas de hoje, não chegamos a tocar no assunto da demissão da comissão técnica. Seguimos acreditando no trabalho que Fernando Diniz e sua comissão técnica vêm desempenhando. O foco foi total na recuperação – disse.

O executivo segue acreditando que o São Paulo tem condições de reverter o mal momento dentro de campo. De acordo com ele, que afirmou acompanhar o dia a dia dos treinamentos da equipe, Diniz vem testando alternativas para driblar a má fase. Raí também aproveitou para rechaçar qualquer possibilidade de problemas internos interferindo nos resultados dentro de campo:

– Temos capacidade, confiança e tudo o que for possível para recuperar aquilo que a gente fez de bom até aqui, além de acrescentar o que puder ser acrescentado para que a gente vença e retome o caminho e a possibilidade de sermos campeões – declarou.

Daniel Alves

Assim como Raí, Daniel Alves também chamou a responsabilidade após uma derrota histórica para o São Paulo Futebol Clube: o 5 x 1 diante do Internacional marcou o vexame mais acachapante da história do time jogando em seus próprios domínios, o Morumbi.

Em coletiva concedida na tarde dessa quinta-feira (21), o atual meio-campista tricolor fez questão de afirmar que todos os momentos passam, sejam eles bons ou ruins, mas manteve um discurso de confiança.

– Acredito que, na vida, você tem que pecar por excesso, não por omissão. Então o que eu posso garantir a nosso torcedor é que a gente vai lutar até o último momento – afirmou.

Além disso, o camisa 10 também fez questão de elogiar o trabalho de Fernando Diniz:

– Eu acho que o trabalho do Diniz é espetacular. Primeiro porque ele não teve muitas possibilidades de contratações, e segundo porque ele foi um treinador que teve de potencializar, ensinar e encorajar jogadores desacreditados por todos a serem muito melhores do que eles eram. O trabalho do Diniz é muito positivo porque foca na criação de grandes homens e grandes pessoas, que irão sair daqui muito mais fortes do que entraram – pontuou.

Às 19h deste sábado (23), horário de Brasília, o São Paulo volta a campo pelo Campeonato Brasileiro. Jogando novamente no Morumbi, o time encara o Coritiba, que atualmente está na zona de rebaixamento da competição.

Para saber tudo sobre o São Paulo, siga o Esporte News Mundo no TwitterFacebook e Instagram.