Rafaelle lamenta eliminação da Seleção feminina para o Canadá: “Dei o meu máximo”

Logo: Gazeta Esportiva.com

Gazeta Esportiva.com

Imagem do artigo: https://image-service.onefootball.com/crop/face?h=810&image=https%3A%2F%2Fwww.gazetaesportiva.com%2Fwp-content%2Fuploads%2Fimagem%2F2021%2F07%2F30%2F20210730093239_286.jpeg&q=25&w=1080

Após a eliminação da Seleção Brasileira feminina de futebol para o Canadá, nesta sexta-feira, Rafaelle lamentou o fim do sonho da conquista dos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020.

Um dos grandes destaques da equipe ao longo da competição, a zagueira acabou desperdiçando a última cobrança na disputa por pênaltis contra as canadenses, que venceram por 4 a 3 após empate sem gols no tempo normal.

“É claro que fico triste por não ter convertido o pênalti ali no final, mas acho importante valorizar o trabalho do time todo. Ontem, converti todas as cobranças que fiz no treino, e hoje no jogo não consegui. Peço desculpas a todos por isso, mas são coisas do futebol. Saio de cabeça erguida, porque tenho consciência de que dei o meu máximo”, comentou a zagueira.

Fora da Copa do Mundo de 2019 por lesão, Rafaelle representou a Seleção Brasileira durante o torneio com total dedicação, e tem total consciência disso.

“Eu sempre me dediquei ao máximo e quero passar isso para as meninas. Não somente aqui, mas também nos clubes, é preciso dedicação e profissionalismo. Foi decidido nos detalhes, agora é pensar em melhorar para as próximas vezes”, afirmou.

Com a derrota para o Canadá, a Seleção feminina dá adeus à disputa dos Jogos. A equipe agora volta suas atenções para o próximo ciclo, que inclui as disputas da Copa América e da Copa do Mundo Fifa.

Saiba mais sobre o veículo