Quinteto da Copinha se apresenta no CT Moacyr Barbosa | OneFootball

Quinteto da Copinha se apresenta no CT Moacyr Barbosa

Logo: Vasco da Gama

Vasco da Gama

O Vasco da Gama se reapresentou neste sábado (22/01) para dar prosseguimento em sua preparação para o Campeonato Carioca com cinco novidades. Integrantes do time que disputou a última edição da Copa São Paulo de Futebol Júnior, os jovens Eric Pimentel, Zé Vitor, JP Galvão, Vinícius e Figueiredo se juntaram ao grupo comandado pelo técnico Zé Ricardo.

Figueiredo foi artilheiro do Vasco na Copinha 2022 – Foto: Roberto Zacarias

Os zagueiros Eric Pimentel e Zé Vitor iniciam processo de transição. Ambos vão passar por um período de avaliação e seguirão sendo utilizados em jogos do sub-20. Os outros três, porém, chegam para ficar após atingirem a idade limite para disputas nas categorias de formação. Todos eles, inclusive, já entraram em campo pelo time profissional. O coordenador técnico Eduardo Hungaro, que trabalhou com todos os nomes mencionados anteriormente na base do Vasco, avaliou a subida dos atletas.

– O processo de transição é uma via de duas mãos. Os atletas que se destacam no Sub-20 e mostram pré-requisitos para estar aqui vêm para a categoria profissional muitas vezes para períodos de treinamentos com volta prevista para o Sub-20. Mas essa aproximação com o futebol profissional, a vivência da rotina e dos processos, são importantes dentro da transição. Hoje está iniciado o processo de transição dos zagueiros Pimentel e Zé Vitor. Como disse, é um processo de idas e vindas. Há um calendário na formação importante para estes atletas, competições de bom nível. Toda vez que for avaliado que a minutagem é importante para eles, os mesmos vão ao Sub-20 para participar dos jogos – disse sobre os zagueiros vindos da equipe comandada pelo técnico Igor Guerra. O coordenador técnico ainda complementou falando sobre os atletas que atingiram idade limite na base.

– Estamos recebendo o Figueiredo, o Vinicius e o JP Galvão. Foram jogadores que cumpriram com o ciclo deles de formação nas categorias de base, Vinicius e Figueiredo inclusive já tiveram oportunidades no profissional. Como regra, essa formação termina aos 23 anos. Então começa agora um processo de complemento de formação na categoria profissional. A gente costuma dizer que eles jogaram tabelados, no Sub-15 com meninos de 15 anos, no Sub-17 com meninos de 17 anos e no Sub-20 com meninos de 18, 19 e 20 anos. Aqui no profissional vão  jogar e treinar com atletas de idades variadas. Alguns com 10, 15 anos a mais do que eles. Então é um processo que depende de complemento, depende de minutos de treinos e jogos, depende de situações em que eles são lançados apropriadamente. Seja em função de placar, de ambiente ou de ter por perto jogadores mais experientes. É um conjunto de fatores. Eles vão precisar de ambientar, entender os processos, o trabalho do professor Zé Ricardo e o trabalho de toda a comissão que aqui está. É algo que realmente demanda tempo e paciência para que a gente consiga ter um aproveitamento que gere retorno técnico e financeiro – concluiu.

Confira quem são os atletas da #BaseForte:

JP Galvão- 20 anos- Lateral-Direito

No Vasco desde 2019, quando foi contratado após passagem de destaque pelo Tigres do Brasil, conquistou os títulos do Campeonato Carioca, da Copa do Brasil e da SuperCopa do Brasil em 2020. No ano passado, foi convocado para integrar os treinamentos da Seleção Olímpica antes da viagem do grupo principal ao Japão. Já disputou uma partida pelo profissional, no Estadual de 2021.

JP Galvão foi promovido em definitivo para os profissionais- Foto: Alexandre Neto

Eric Pimentel- 19 anos- Zagueiro

Filho do lateral-direito Pimentel, que acumula conquistas nacionais com a camisa cruzmaltina, o zagueiro carrega o nome do pai e também pretende fazer história pelo Gigante da Colina. Jogador de apenas 19 anos, Eric chegou em São Januário com apenas 12 anos. É mais um jovem da base vascaína com passagens pela base da Seleção Brasileira. Exerceu liderança por diversas categorias que passou até chegar ao Sub-20.

Zé Vitor- 19 anos- Zagueiro

Zagueiro de boa estatura, Zé Vitor chegou ao Vasco em 2020, após passagem pelo Internacional e rapidamente conquistou seu espaço no time Sub-20. O defensor de apenas 19 anos foi titular nas conquistas do Carioca, da Copa do Brasil e da Supercopa do Brasil daquele ano e se destaca por ser um defensor firme e que sabe construir o jogo, iniciando esse processo desde a primeira linha, após a saída de bola.

Vinícius- 20 anos- Atacante

Mais um integrante talentosa Geração 2001, o jovem atacante de 20 anos tem como ponto forte o drible e a velocidade. Cria da Vila da Penha, começou no Madureira e foi captado pelo Vasco após disputar uma final na categoria Sub-14 contra o Cruzmaltino. Chegou para o Sub-15 em 2016 e já estreou com gol em clássico diante do Botafogo. Além de ser mais um nome jovem com passagem por Seleção de Base, Vinícius tem 44 jogos e 01 gol pela equipe profissional, onde estreou em 2020.

Vinícius em ação na Copinha 2022- Foto: Alexandre Neto

Figueiredo- 20 anos- Atacante

Natural de Niterói (RJ), Lucas Figueiredo chegou em São Januário no ano de 2017, para reforçar a equipe juvenil, após passagem pelo Boavista. O atacante começou a se destacar no clube em 2018, no time sub-17. Foi promovido ao sub-20 no início de 2019 e não demorou muito para mostrar seu valor. Assumiu a titularidade e encerrou o ano como um dos artilheiros da categoria. Ainda em 2019, realizou treinos no profissional e chegou a ser relacionado para um jogo do Brasileiro, porém sua estreia só aconteceu na rodada inaugural do Carioca 2021. Possui convocações para a Seleção Brasileira, onde já chegou a participar de treinos do time principal. Com oito gols marcados, o atacante foi o artilheiro dos Meninos da Colina na Copinha 2022. Possui 30 jogos pelo time profissional.

Mencionados neste artigo

Saiba mais sobre o veículo