Quais são os artilheiros dos principais Estaduais pelo Brasil? | OneFootball

Quais são os artilheiros dos principais Estaduais pelo Brasil?

Logo: OneFootball

OneFootball

OneFootball

Muitos dos principais Campeonatos Estaduais pelo Brasil estão acabando.

Conheceremos os campeões dos principais no próximo fim de semana.

Mas quais são, no momento, os artilheiros destes campeonatos? O OneFootball mostra.


Paulista

Cria do Flamengo, Bruno Menzenga rodou muito nos últimos anos – com direito a passagem pela Tailândia.

E foi um dos destaques da Ferroviária no Paulistão marcando nove gols – sendo fundamental para o time ir até as quartas de final.

O Goiás é um dos interessados na sua contratação.


Carioca

Alef Manga foi o grande nome do Volta Redonda no Campeonato Carioca.

Marcou nove gols e aguarda para saber se será, de fato, o goleador da competição.

Após a eliminação do Voltaço nas semifinais, ele foi anunciado pelo Goiás.


Mineiro

Artilheiro do América na última Série B, Rodolfo não perdeu a fome de gols com a nova temporada.

Assumiu a artilharia isolada do Mineiro nas semis ao marcar seu sétimo gol.

É uma das esperanças de título para o Coelho.


Gaúcho

Diego Souza continua on 🔥

Artilheiro do futebol brasileiro na última temporada, ele soma 13 gols na atual – em apenas 14 jogos. Sete deles no Gauchão.


Paranaense

Bassani, camisa 10 do Maringá, é o goleador com sete gols.

Pachu, do Cianorte, soma seis e está na briga.

Ambos vieram seus times serem eliminados nas quartas de final.


Catarinense

Cria da Chapecoense, Perotti é o “cara” do Verdão do Oeste na temporada.

São 13 gols em 16 jogos no Catarinense.

Ele tem seis a mais do que Thiago Alagoano, do Brusque.

Pernambucano

O experiente Kieza, ex-Fluminense, São Paulo, Botafogo, Vitória e Bahia já marcou sete vezes no Pernambucano – quatro deles em um só jogo.

É o grande trunfo do Náutico para encerrar o jejum sem conquistas diante do Sport.


Cearense

Olávio, meia do Atlético Cearense, já marcou 14 vezes no Estadual. Ninguém tem mais gols do que ele na atual temporada.

O camisa 8 foi o grande nome da Águia, que deixou o Estadual nas semifinais para o Fortaleza.

Ele estaria negociando para defender o Paraná na Série C do Campeonato Brasileiro.


Baiano

Léo (Vitória da Conquista), Deon e Diones (Bahia de Feira), Kesley (Juazeirense) e Ronan (Atlético Alagoinhas) têm quatro gols cada.

Somente o primeiro não está envolvido na decisão, que é entre Bahia de Feira e Atlético.

Ronan, por exemplo, fez os dois do Atlético no jogo de ida (2 x 2).


Goiano

O Atlético que fazia campanha impecável caiu nas semis para o Grêmio Anápolis.

Mas pelo menos deve ficar com o artilheiro da competição: Roberson, de sete gols.


Mato-grossense

Lucas Cardoso entrou no decorrer do jogo de ida da final contra o Cuiabá, passou em branco e não evitou a derrota por 2 x 1.

Soma oito gols com a camisa do Operário de Várzea Grande.


Alagoano

Bruno Mota é o grande trunfo do CSA em busca do título alagoano.

Com oito gols, ele passou em branco no jogo de ida da decisão, mas terá nova chance contra o CRB no domingo.


Candango

O Brasiliense foi campeão do Candandão com uma campanha incrível – 15 vitórias e um empate.

E contou com os gols dele, Zé Love, aquele mesmo. Foram 11 durante a competição.

O Jacará foi o primeiro campeão estadual de 2021 – campeão distrital no seu caso.


Paraense

A Tuna Luso Brasileira ressurgiu após anos afastada dos holofotes.

Garantiu vaga na Série D de 2022, foi à decisão do Paranaense e, agora, está perto de conquistar a competição – que não leva desde 1988.

E Paulo Rangel, 36 anos, é um dos responsáveis por isso. O camisa 9 soma sete gols. Um deles foi no 4 x 2 sobre o Paysandu, na ida da decisão.


Sergipano

Felipe Alves já foi eleito o melhor jogador do campeonato sergipano graças aos sete gols marcados.

Sua missão é ajudar o Lagarto a buscar o título após a derrota por 3 x 1 para o Sergipe na ida.


Sul-Mato-grossense

Joãozinho é “apenas” o artilheiro do futebol brasileiro na temporada, com 15 gols.

E foi contando com o brilho dele que o Costa Rica Esporte Clube, o CREC, celebrou seu 1º título estadual na última quinta.

Foi campeão com uma rodada de antecedência no Hexagonal final. Com Joãozinho sendo decisivo.


Capixaba

Edinho, de 38 anos, fez história no futebol iraniano – ostentou o posto de maior estrangeiro com mais gols no futebol local.

E quase disputou a Copa de 2014 pela seleção asiática – seu passaporte não ficou pronto a tempo.

Voltou ao Brasil em 2016 e tem se destacado. Marcou oito gols pelo Vitória, que foi eliminado pelo Real Noroeste nas semifinais.


Amazonense

Diego Rosa é o goleador do Estadual. São seis gols com a camisa do Manaus, que perdeu o jogo de ida para o São Raimundo por 2 x 1.


Foto de destaque: IMAGO / Fotoarena