PV exalta Endrick e avalia transição para o time principal: ‘Não existe barreira entre base e profissional’ | OneFootball

Icon: Nosso Palestra

Nosso Palestra

·30 de setembro de 2022

PV exalta Endrick e avalia transição para o time principal: ‘Não existe barreira entre base e profissional’

Imagem do artigo:PV exalta Endrick e avalia transição para o time principal: ‘Não existe barreira entre base e profissional’

Treinador do Palmeiras Sub-20, Paulo Victor Gomes possui grande interferência no sucesso recente das categorias de base do Verdão. Com três títulos em um ano desde que assumiu a categoria mais velha entre os juvenis, o comandante vê com frequência seus atletas ganharem espaço com Abel Ferreira na equipe profissional.

Em entrevista ao NOSSO PALESTRA, o PV destacou a sinergia dos trabalhos entre a base e o profissional do clube. Elogiando a postura de Victor Castanheira, auxiliar técnico de Abel que monitora as categorias juvenis do clube, o treinador exaltou que não existem barreiras entre os jovens e os veteranos na equipe, sendo esse um fator primordial para o sucesso atingido.

– Hoje o Sub-20 treina 90% das vezes na Academia de Futebol I, em São Paulo, a interação é espetacular, um canal muito aberto com o profissional, principalmente por meio do Vitor Castanheira, o auxiliar responsável por essa ligação, é um contato diário. Eu acredito que o Palmeiras está um passo à frente por essa comunicação. Não existe barreira entre base e profissional hoje no clube, isso com certeza foi um pilar para o sucesso que tivemos.

Conheça o canal do Nosso Palestra no Youtube! Clique aqui.Siga o Nosso Palestra no Twitter e no Instagram / Ouça o NPCast!Conheça e comente no Fórum do Nosso Palestra

Entre todos os jogadores que vivem a fase de transição entre a equipe profissional e a base é o atacante Endrick, de 16 anos. O jogador é tido como um dos principais nomes de sua geração e, por isso, é pedido com frequência pela torcida no time principal do Verdão. Apesar da calma pregada pela comissão técnica de Abel Ferreira, a Cria da Academia já esteve no banco de reservas em uma oportunidade, diante do Santos, pelo Brasileirão.

Apesar de ainda fazer parte da base, a joia vive constantemente no ambiente profissional, participando dos treinamentos propostos por Abel como membro do grupo de apoio. Ele, no entanto, ainda não estreou pelo Verdão, algo que deve ocorrer até o final da temporada, principalmente se o clube conquistar o Brasileirão com antecedência e optar por dar folga aos jogadores, como ocorreu em 2021.

Para Paulo Victor, a jovem promessa do Palmeiras é diferenciada em relação aos demais jogadores da mesma idade. Aos olhos do comandante, que destacou ser ‘prazeroso’ fazer parte desta fase do jogador, Endrick está sendo preparado de maneira cautelosa e que as coisas vão acontecer no momento certo para o destaque de somente 16 anos.

– É prazeroso. Ele é um menino especial e tem uma conexão impressionante com o gol. Está sempre bem posicionado, procura o gol o tempo todo e isso faz a diferença. Especial também por ser um atleta que trabalha muito, se dedica, que evoluir. Isso dá a convicção que o futuro dele é brilhante, as coisas vão acontecer no tempo certo.

Campeão da Copa Nike pelo Palmeiras Sub-15 em 2017, o treinador deixou o clube para assumir a Seleção Brasileira, somando passagens pelo Sub-15 e Sub-17 da Amarelinha. De volta ao Verdão desde outubro de 2021, seu trabalho tem colhido frutos, com a conquista do Campeonato Paulista Sub-20 na temporada passada e a inédita dobradinha com Campeonato Brasileiro e Copinha – nunca um mesmo clube havia faturado as duas competições em um mesmo ano.

Perguntado se imaginava ter tamanho êxito em seu retorno, PV demostrou orgulho e disse que fez uma aposta certeira ao voltar para o clube. Ele ainda revelou que o projeto apresentado pela diretoria foi um fator diferencial para aceitar a proposta.

– Imaginava que a gente poderia ter sucesso, mas fazer essa dobradinha inédita com Copa São Paulo e Brasileiro, além do Paulistão 2021, é um motivo de grande orgulho. Um dos motivos que fez eu aceitar a proposta de volta ao Palmeiras foi justamente o esse projeto oferecido, de ter em mãos uma equipe competitiva, com jogadores que eu conhecia. Fiz uma aposta com muita certeza de que teríamos sucesso – avaliou.

CONFIRA OUTROS PONTOS DESTACADOS POR PAULO VICTOR GOMES EM SUA ENTREVISTA AO NOSSO PALESTRA:

JOGADORES QUE ATUAM NA BASE E NO PROFISSIONAL AO MESMO TEMPO:

– Sobre os jogadores, tem sido tranquilo, muito pela relação. Não é um processo fácil o atleta transitar entre base e profissional, e a gente tem conseguido fazer isso muito bem por conta dessa abertura e boa relação com o profissional e os atletas.

ASPECTO MENTAL DA EQUIPE:

– O aspecto mental para mim é a base da constituição do jogador, da formação do atleta. Não adianta ele ter um físico privilegiado, ou entender bem do jogo se ele não tiver o mental forte para lidar com todos os jogos da mesma forma. Todo jogo exige um mental forte, seja um cenário bom ou não.

– Nas situações adversas que tivemos de jogar fora, com torcidas adversárias, a gente se preparou desde o ano passado nas rodadas finais do Campeonato Brasileiro, enfrentamos o Athletico-PR com 25 mil pessoas na Arena da Baixada e os atletas suportaram muito bem. Nesse jogo deu uma base grande para sabermos que os atletas tinham um mental forte e que o trabalho estava surtindo efeito.

EXPÊRIENCIA DE TREINAR O TIME PROFISSIONAL EM 2021:

– Foi motivo de muito orgulho. Eu sou um cara identificado com o Palmeiras, foi satisfatório dirigir a equipe naqueles dois jogos. Procurei levar com tranquilidade e saber que eu estava preparado para aquele momento, isso faz diferença. No primeiro jogo em Curitiba a gente fez um sistema defensivo muito forte e contra o Ceará, em casa, a gente teve bastante superioridade ofensiva no primeiro tempo, um dos melhores jogos que eu fiz no Palmeiras, foi um motivo de satisfação ver de fora. A partida valia vaga de Libertadores para o Ceará e os jogadores se portaram com muita maturidade naquele momento. No segundo tempo a tivemos uma queda ofensiva pelo desgaste, optamos por se defender bem e conseguimos os três pontos. Uma vitória na Série A foi marcante para os atletas e contribuiu para o título da Copinha e tudo o que eles estão apresentando esse ano.

FUTURO NO CLUBE:

– Sem dúvida é um sonho (treinar o profissional), não tem como não pensar isso. Mas existe um processo, eu sou tranquilo em relação a isso, sou um jovem treinador, preciso continuar crescendo, com os pés no chão e no tempo certo as coisas acontecerem, independentemente do local e do clube. Meu projeto é entregar meu melhor todos os dias, assim as novas portas se abrem.

Palmeiras hoje: Estevão faz gol olímpico na base e jogos em Barueri

“Agora já foi?” Veja outros erros de arbitragem contra o Palmeiras

Jornalistas criticam arbitragem e apontam erros contra o Palmeiras no Mineirão

Palmeiras hoje: Vitória no Mineirão e Murilo ‘héroi’

Atuações: Atlético-MG x Palmeiras

LEIA MAIS:Comissão técnica do Palmeiras fez preparação psicológica com jogadores antes de vitória no MineirãoFalcade: ‘Estão roubando 20 milhões de torcedores’Vaivém: Confira a situação contratual de cada um dos jogadores do Palmeiras

Saiba mais sobre o veículo